e falando em assuntos de mulherzinha…

há algumas semanas a cynthia me deu a dica: erika lust.

o nome é sugestivo e não é à toa: ela é diretora de filmes pornôs feitos por e para mulheres. eu não assisti, não posso dizer pra vocês do que se trata ou no quê os filmes dela são diferentes, mas li comentários sobre eles que me fizeram pensar. parece que a estética é diferente, o comportamento é diferente e a finalização, claro, é diferente.

eu gosto de filme pornô, mas tem algumas coisas que me irritam. exemplos: paus gigantescos exibidos como mastros para serem adorados; quando rola chupada nas meninas é uma coisa rápida e pra lubrificar, nenhum interesse real ali; as caras-e-bocas obviamente forçadas das atrizes; o auge da trepada é o cara gozar, de preferência em cima da moça; aquela coisa meteção-tipo-martelada, que me dá dor nas entranhas só de olhar ;D

pra não falar das posições bizarras (e obviamente desconfortáveis) e os diálogos desnecessários (*).

suponho que num filme feito para mulheres exista um balanceamento dessa equação, e que tanto as carícias várias (que são eliminadas nos filmes “de homem”) quanto o prolongamento do prazer sejam de alguma forma considerados. acho que o que me incomoda nos filmes pornô padrão é que não consigo me identificar com as fulanas protagonistas.

o felipe b levantou um ponto muito bom e muito polêmico outro dia lá no pequenos delitos: homem gosta de ver pauzão e homem gostosão em filme pornô. aqueles caras não estão ali porque a mulherada gosta, os homens é que fazem questão de que seja assim. e ele desafiou a homarada em polvorosa nos comentários: vocês veriam filmes pornôs com caras feiosos, gorduchos, de pau pequeno? (i don’t think so…)

pois fiquei prestando atenção a mim mesma, como sempre faço quando me colocam uma questão nova: o que mais me interessa nos filmes pornô? as mulheres, bingo! francamente? não dou muita bola pro pau do cara ser X ou Y e nem mesmo pro tamanho da barriga ou dos bíceps dele. é nas atrizes que eu presto atenção, procuro sinais de prazer, eu me reflito nelas e só curto quando encontro algo que de alguma forma faz eco com meus desejos. vibro quando vejo atrizes pornôs claramente sentindo prazer, gozando, aproveitando a cena (raridade). e é por isso que eu adoro a belladonna: ela se diverte, curte cada momento.

acho que se eu fosse fazer um pornô, transformaria tudo em algo mais real e próximo da realidade, esteticamente melhor (não àquelas unhas de plástico medonhas! não aos peitos de silicone que parecem bóias!) e procurando capturar ao máximo o prazer de verdade.

não tem nada mais tesudo que o tesão alheio. peitos, bundas, paus, bucetas – isso é tudo acessório. o que faz meu mundo balançar é ver o prazer real no corpo, nos olhos.

vou conferir os filmes dela e depois comento, prometo!

**

(*) a título de curiosidade, o filme pornô mais bizarro que já vi praticamente não tinha falas. o casal trepava na tela em milhares de posições enquanto ao fundo passavam paisagens e fotos, tipo aqueles videokês. é isso mesmo: imagine fundos de videokê (flores, montanhas, rios) que ficam mudando, só que com casal trepando no meio. juro que é verdade.

0 comments to “e falando em assuntos de mulherzinha…”
0 comments to “e falando em assuntos de mulherzinha…”
  1. Menina! E eu que achei que era a única que tinha atriz pornô preferida… Ela gosta mesmo do que faz. Em matéria de ator eu adoro o Nacho Vidal. Principalmente um filme em que ele começa amarrado num pedaço de madeira, como se tivesse sido colocado ali desacordado. As coisas que ele apronta com a menina que solta ele… Ai, que inveja. É um filme altamente educativo: uma aula de homem-bão! =)

    Beijo!

  2. opa! Vou discordar de você, o que me excita nos filmes pornôs é NÃO me identificar com a protagonista… Tipos que quando rola beijo no filme eu jà acho ruim. E gosto quando o cara tem pauzão e é meio dominante (não tipo estupro, mas quando o cara meique usa a mulher e ela “gosta” daquilo). Pau pequeno eu tenho em casa 😉

  3. Pena que nõ posso participar do grande encontro amanhã…

    Apesar de naõ ter “blog próprio” leio muito e divirto-me com o blog alheio!

    Espero que esse encontro tenha pra vc o mesmo fascinio que exerceu o preparo e a espera dele!

    Por favor conte logo logo como foi o evento!

    Bom final de semana e divirta-se muito!

Deixe uma resposta