by
on
under
tagged
Permalink

história #21: Quel Kizirian

Que honra, poder escrever e falar um pouco do que sinto quando sua página vem à tona.

Estou aqui lembrando do Delícias Cremosas…sim eu lia e adorava e como é bom ler algo e se identificar completamente, mesmo sendo tão diferente. É assim, te enxergo como uma amiga que troco confidências, mas que nunca abracei. Sinto como se te conhecesse há milênios, sem nunca ter te visto. É bom reviver histórias, ler novamente as mesmas coisas, com outros conceitos e formas. Você nesses 10 anos trouxe isso, junto com lágrimas, sorrisos, diferenças, sentimentos, mas nunca passou desapercebida ou indiferente.

É uma honra, é um prazer, um presente te escrever, poder dividir esse sentimento tão meu. Tão seu… tudo trocado em miúdos e em teclas que nos trazem tão juntas. E quando te vejo com seu amor, eu sorrio tanto, mas tanto, que caí lágrima, sabe?

Que venham mais dez. E agora com um presentinho aí com 7 meses.

Que venham mais presentes, especiais, como vocês.

Um beijo, da sua fã (arroz de festa, mas escondida)

Quel Kizirian

a tal Garota Marota de antigamente que agora, virou Bagunceira!

****************************************************************************


ah, quel, que amor! é tão gostoso receber carinho assim tão sincero, mesmo que seja via email e letrinhas. acredite que eu recebo aqui seu abraço, seu carinho e fico muito feliz. espero que de alguma forma eu consiga retribuir pra você com meus textos. pra mim parece sempre tão pouco! me sinto às vezes em dívida, sabe? recebo tanto carinho e sempre acho que dou pouco em troca.

sabe que eu meio que sublimei a importância do delícias cremosas nestes últimos anos? lendo as histórias que você e outras tantas pessoas estão mandando percebo o quanto esse blog foi importante em algum momento da história de blogs no brasil. na época, alguns “blogueiros profissionais” (já tinha isso na época) criticavam bastante o DC, e nunca entendi o porquê (afinal, era um bando de mulher falando o que desse na telha). hoje, vendo de longe, entendo melhor: o delícias era uma libertação pra montes de gentes, homens e mulheres. algumas mulheres achavam ali a sua voz, exposta pela boca (dedos?) de outras. e alguns homens se deram conta que há sim mulheres que desejam (e fazem) coisas menos ortodoxas.

recebíamos muitas mensagens de amor e ódio (essas eram as mais divertidas), era uma loucura. a coisa degringolou quando ficamos “famosas”, mas valeu cada post. só saber que moças como você liam e de alguma forma se identificaram é um presente.

muito obrigada pelo carinho, pela história e por estar sempre por aqui. fique firme, que nos próximos 10 anos tem muito mais! (ainda mais com piolho chegando…)

One comment to “história #21: Quel Kizirian”
One comment to “história #21: Quel Kizirian”

Deixe uma resposta