mudança ativa

Li e me emocionei com a história da menina negra sendo rejeitada pelas colegas, e a mãe tentando consolar e ajudar, mas ver  e ouvir essa mãe falando e pedindo ajuda acabou comigo.

 

A dor que é o nosso filho ser rejeitado, em especial por algo que ele não pode controlar nem mudar (como a cor; o cabelo; entre outras tantas coisas).

 

Nós, brancos, nós, pais, precisamos assumir essa responsabilidade de mudar a realidade através dos nosso filhos SIM.

 

Dá um trabalho insano, porque o que ela diz é real: as crianças rapidamente absorvem os preconceitos estruturais. Nós temos que LUTAR ATIVAMENTE CONTRA ELE.

 

Ser uma boa pessoa, passivamente, não ajuda. Não se iludam.

 

Lutem.

Deixe uma resposta