Vinicius Schiezaro

Nunca fiz #retratofalado de nenhum homem, mas vou abrir uma honrosa exceção hoje.

Por que só mulheres? Porque mulheres passam a vida todinha, desde que nascem, sendo definidas, medidas, elogiadas e criticadas por sua aparência. Ninguém fala da nossa personalidade, das nossas características não físicas, a não ser para nos sexualizar ou enquadrar em modelos de feminilidade (somos sexy, sensuais, intensas, doces, maternais, carinhosas. Nunca fortes, determinadas, corajosas, destemidas ou diretas).

Acredito que somos mais que nossa aparência, e que se exercitarmos o olhar para mulheres menos focado na aparência e mais na personalidade, podemos mudar o mundo. Falemos menos dos nossos lindos cabelos e mais da nossa coragem; falemos menos de celulite e mais da nossa resistência para caminhar, correr, praticar esportes. Mulheres não são enfeites, não precisam ser lindas, não estão no mundo para torná-lo mais bonito nem agradar os olhos dos homens. Nós somos seres humanos complexos, com várias especificidades além do nosso corpo.

Abro a exceção porque homens gays,  em certa medida, também são afetados pela pressão social de serem bonitos. Homens gays não precisam ser malhados, nem lindos.

Vamos parar de colocar pessoas em caixinhas, o observá-las, não só com os olhos, mas com todos os demais sentidos?

**

Vinicius hoje comemora mais uma volta em torno da Terra, e às vezes a impressão que dá é que não é a Terra que gira, mas ele que faz girar.

 

A energia dele parece infinita; uma nascente de ideias, movimento, construções (imaginárias e reais. Ele é gente que faz, bota a mão na massa mesmo), e muito glitter e cor 😉

 

É uma delícia estar perto do Vini. Ele é divertidíssimo, animado, pensa rápido. Cara, ele é tão inteligente! Talvez ele não saiba, mas tou aqui pra isso, né: muito inteligente, mesmo. Um espanto. Aquela inteligência alienígena, que tem gente que não entende, mas ele tá lá com aqueles olhos brilhantes já uns 10 passos na nossa frente, já viu as alternativas todas, foi, voltou, analisou e trouxe tudo pronto e lindo e louco enquanto você nem disse ainda BEY-ON-CÉ.

 

Tem uma tormenta lá dentro dele, que dá trabalho de administrar, que eu sei. Se você olhar bem de perto, vai ver que tem um reator nuclear, um poder de criação/destruição monstruoso e que ele tem que cuidar todo o tempo.

 

Grandes poderes, grandes responsabilidades, meu querido 🙂

 

Você é um sol, meu amigo querido. Seu brilho aquece quem precisa (e queima quem não sabe se cuidar). Que sua luz nunca falte! Te adoro 😘❤🍾

Deixe uma resposta