Modo de usar

Uma coisa que reparei nesses últimos dias que voltei a espiar os posts do Facebook é a causa da minha ansiedade com redes sociais: é muito post de reclamação, de indignação, de notícias desesperadoras, e sem nenhum tipo de ação visível.

Não estou dizendo que as pessoas que postam isso não fazem nada pra melhorar o mundo, ou seu microcosmo. Estou dizendo que essa parte a gente não enxerga, caso ela exista. E a ansiedade vem justamente da observação de uma realidade desesperadora e nenhum caminho ou via para mudá-la.

Das duas, uma: ou criamos caminhos para juntos mudar a realidade (e ir além da reclamação pura e simples), ou deixamos isso pra lá e vivemos na bolha, fingindo que tá tudo OK, fazendo a Katia Cega.

Não quero mais fazer parte de um mural de anúncios-reclamações, que só me faz sentir impotente (e ansiosa, ansiosíssima, porque eu sou GENTE QUE FAZ).

Não sei se sei como usar redes sociais para o bem, pra mudar o mundo. E é nesse ponto que estou: se não for pra mudar as coisas, não acho que esse esforço vale a pena.

(Faz tempo que não uso redes sociais só pra compartilhar notícias da minha vida. Talvez seja deva voltar a usá-la dessa forma somente, quem sabe)

Deixe uma resposta