A rua é nossa

Quando a gente fala que precisa estudar história, que é importante e tals, as pessoas acham que é pra ofender, que é xingamento.

Não, cara, é cansaço mesmo. Porque em 2019 a pessoa comentar que “Carnaval agora é político?” é um atestado de ignorância sem tamanho e não tenho mais cútis pra explicar isso não. Tô idosa. #FeministaCansada.

Carnaval sempre foi político, desde que nasceu; sempre foi grito de liberdade e desejo de romper cascas, manifestar tudo que não é permitido no resto do amo. Como o teatro de rua; como a arte em geral, aliás.

Esse Carnaval gourmetizado, limpinho, de abadá e camarote é uma aberração. Carnaval é suor, revolta, grito engasgado na garganta, desejos reprimidos, e um tanto de dor que vem à tona.

Tenho pena de quem vive pela metade, quem pensa pela metade, quem só nada no rasinho.

VIVA A OCUPAÇÃO DA RUA!

Deixe uma resposta