Marisa Sacchi

É fácil fazer o #retratofalado da minha querida tia Marisa, tantas são as lindas características que ela tem! Basta estar com ela por poucos minutos e vai reconhecer uma mulher sólida, ativa, forte, uma abelha rainha. Apesar de ser tão pequena, sua presença é enorme, acolhedora.

Ela sempre foi a mãe mais protetora, orgulhosa, dedicada e feliz por ser mãe. Quando penso nela, sempre penso naquela mãe primordial, que alimenta, acolhe, dá colo e enfrenta qualquer desafio pra proteger suas crias, sua família, os seus.

Seus abraços são quentes, demorados, gostosos, daqueles que fazem a gente se sentir amado e feliz. Sempre tem um sorriso esperando a gente, e um olhar divertido e gentil.

Mas não se deixe enganar pela gentileza, porque ela pode ser muito persistente, séria e inteligente quando é necessário. Ela inclusive equilibra muito bem essa balança de cuidar, proteger e decidir coisas. A gentileza dela vem do amor, um amor forte como pedra bruta, que pode arranhar também.

E seu humor, tão deliciosamente ácido, não deixa escapar nenhum de nós, especialmente os mais amados.

Eu estava lá quando ela se casou, no alto dos meus 3 anos, jurando que a noiva era eu! Tive que me conformar em ser apenas a dama de honra do seu casamento, mas sei que desde sempre meu coração mora ali junto do dela, que é grande o suficiente pra caber todo mundo e cada um de nós que chega, não importe quanto tempo passe.

**

Tia Marisa, você sempre será aquela com quem mais me pareço, que amo desde sempre e admiro como um exemplo de mãe e mulher que luta. Muito obrigada por ser quem você é!

Deixe uma resposta