Futuro

Fico aqui pensando que há 10 anos também íamos ler e ouvir AIN QUE EXAGERO se falassem que se fantasiar de “nega maluca” era desagradável e devia ser evitado.

O que me dá alegria é ver que o processo é lento mas avança. Como disse no outro post — que delícia será (serei transumana nessa altura, porque acho que vai demorar) ver chegar o tempo em que mulher desfilando fantasiada de picanha pra alimentar fantasia de macho criado à base de pornô será considerado antiquado, coisa do passado e meio ridículo.

Deixe uma resposta