Comida

De alto do meu privilégio de ter trabalho, rendimento, segurança e etc. o que mais está me deixando chocada nesses +60 dias de quarentena é perceber que eu não preciso de quase nada que se compre. Basicamente comida, bebida, luz, gás, água. E arte, claro (obrigada, artistas! Música, vídeos, livros, videogames…)

Com as roupas e sapatos que tenho, poderia viver 10 anos. Pra não falar da tralha toda que tenho (e o quanto dela não preciso), tudo tão supérfluo.

Carro? Afe, se arrependimento matasse… 2 deles na garagem. Um milhão de botas (pra quê tanta bota?). Mais vestidos do que eu consigo usar num ano (e eu tenho MENOS roupa do que a maioria das minas que conheço!).

Uma coisa que vai ser interessante pós pandemia é que vou me perguntar várias vezes antes de comprar: por que eu preciso disso?

E aí passar pra pergunta ainda mais difícil: por que eu quero isso?

Desejo, necessidade, vontade. Como nos desconectamos disso, nossa.

Deixe uma resposta