Sou meu próprio lar

Pronto, aqui estou eu chorando de novo assistindo Chef’s Table. Temporada 6, episódio 3 sobre Asma Khan, e sua cozinha que só tem mulheres.

Não são quaisquer mulheres — são imigrantes, como ela, e que nunca tinham entrado numa cozinha antes.

Não sei nem por onde começar, porque tudo me fez chorar: a história da tragédia de ser a 2a filha na Índia, a dificuldade de ser imigrante mesmo numa condição tão privilegiada (ela é PhD), a dificuldade de ser mulher, a importância da culinária para quem sai do seu país.

Se eu fosse vocês, assistiria, mas já adianto uma parte que muito me emocionou: ela se sentia triste e perdida em Londres, e se deu conta que precisava voltar para casa quando, na rua, sentiu o cheiro do pão feito com manteiga queimando na frigideira, e ela não sabia cozinhar nenhum prato da comida do seu país.

Percebi o tamanho da importância de carregar consigo a sua cultura, onde quer que você vá. Quando levamos conosco a capacidade de replicar um pouco da nossa casa, do nosso país, da nossa história, somos livres pra viver em qualquer lugar e ser plenamente felizes.

“Sua casa não te define
Sua carne não te define
Você é seu próprio lar.”

Obrigada Mami Vera por ter me ensinado a levar minha casa pra onde quer que eu vá ❤️

Deixe uma resposta