Persistência — não trabalhamos

Segunda tentativa frustrada de passar no teste de direção daqui dos USA, que é tão simples. Argh!

A parte boa de não passar no teste é que o Otto está junto (temos que ir os 3, o Fernando tem que ir comigo como motorista habilitado), e acho bem importante ele aprender que a gente não é bom em tudo, que às vezes precisa de várias tentativas pra conseguir o que quer ou o que precisa.

É chato e frustrante, mas a gente tem que aprender a lidar com isso também, e não se deixar desanimar mesmo quando está chateado.

É muito irritante pra mim não passar em testes. Estou acostumada a conseguir fazer quase tudo com bastante facilidade, mas percebi que o que me dá trabalho e não é obrigatório eu nem tento! Otto tem 10 anos e já é igual — quero muito que ele aprenda (e quero aprender junto) que não dá pra evitar as coisas que queremos ou precisamos só porque é chato ou temos dificuldade.

Esses fracassos, tão irritantes, estão me fazendo pensar em tudo que eu poderia fazer e evito justamente por medo / incômodo em errar.

Deixe uma resposta