Archive

Archive for the ‘eco’ Category

reduzir, reusar e reciclar

Janeiro 3, 2018 Leave a comment

Sei que compostagem não é viável pra muita gente, já que precisa de terra e algum espaço (além de minhocas :)) mas olha: que coisa impressionante é observar os volumes de lixo reciclável, compostável e o resto.

 

O reciclável é de longe o mais volumoso, e me dói ver a quantidade de plástico e papel que usamos e jogamos fora por mero capricho. Se por um lado a embalagem do leite (ou suco) é prática, e difícil de não usar, por que precisamos de tanto plástico e papel embalando comida e produtos? Certeza que dá pra minimizar isso, precisamos de embalagens mais inteligentes.

 

Aí vem o compostável (restos de todas as frutas, legumes, verduras e grãos crus), que é menos volumoso que o reciclável mas bem maior do que eu imaginava. É mais ou menos o dobro que o lixo que realmente jogo no lixo!

 

O processo de compostagem demora mais do que eu imaginava, mas como está lá no canto do meu quintal, não me incomoda (e nem cheira ou atrai bichos estranhos, a propósito).

 

A menos que você ache formigas e mosquitos em geral estranhos 🙂 mas esses fazem parte do nosso dia a dia, junto com besouros, baratas do mato, borboletas e mariposas, aranhas…

 

Se tiverem oportunidade de fazer compostagem, recomendo. Junto com a reciclagem, dá pra ver o lixo reduzir muito.

 

Mas busco lembrar da meta, na ordem: reduzir; reusar; reciclar (por último, em último caso).

Categories: dicas, eco

dica sensacional

agosto 27, 2008 Leave a comment

a denize que me mostrou e eu amei profundamente (já tou tentando comprar): cabe-tudo.

uma das coisas que me irritam em supermercado (entre várias) é carregar 820 saquinhos de plástico ou 120 sacolas ecológicas. porque estamos eliminando as sacolinhas plásticas, sim, mas as sacolas ecológicas também não são assim enormes e geralmente não são nada ergonômicas.

eu sei que tem gente que faz compra várias vezes por mês, tudo picadinho, mas eu francamente prefiro ficar longe de supermercados e afins. minha cesta orgânica chega em casa e eu gosto mesmo é de ir ao mercado 1 vez por mês.

tá, na real: o que eu gosto mesmo é de delegar essa tarefa ingrata para o marido, que tem sido um guerreiro nos últimos meses me poupando dos passeios ao supermercado…

então vejam que espetáculo essas sacolas:

(roubei a imagem da denize)

eu quero 3 pra já!

update 1: para pessoas físicas, dá pra comprar na kalunga. já comprei as 3 🙂

update 2: as meninas perguntaram nos comentários como eu faço pra substituir os saquinhos de supermercado (porque muita gente, inclusive eu, usava os tais para colocar na lixeira da pia ou do banheiro). eu compro saquinhos biodegradáveis, que servem perfeitamente pra esse fim. não lembrava a marca, mas achei procurando na net – dover-roll. eu encontro no pão de açúcar!

Categories: eco

eu sou uma anta…

Abril 28, 2008 1 comment

… porque perdi a importantíssima comemoração do tapir day!

pessoas do mundo todo fazendo de tudo pra que nossas queridas antas sejam preservadas. o mundo globalizado é realmente muito esquisito (e muito divertido) 🙂

Categories: eco

dia da terra

Abril 22, 2008 Leave a comment

(ação convocada pelo blog faça sua parte)

pra quê um dia da terra? pra cada um de nós parar de fingir que isso é um problema dos outros ou do governo. precisamos parar de dar desculpas esfarrapadas e fazer a nossa parte, mesmo que seja pequena.

não quero neste post dizer o que você tem que fazer, porque mais importante do que descobrir o que é possível fazer é perceber o que se quer de fato fazer. não há contribuição melhor ou pior, escolha a sua própria forma de ajudar, faça o que for possível nesse momento. fazer revolução não é só bater panela ou declarar guerra; podemos fazer uma revolução silenciosa através de ações simples e diárias.

a débora deixou uma frase neste post que eu adorei e vou reusar: comece fazendo o que é necessário, depois o que é possível e de repente você estará fazendo o impossível. (são francisco de assis)

pior que fazer pouco ou menos do que gostaria é não fazer nada.

o que eu faço pra contribuir:

1) reciclo meu lixo – é a coisa mais simples do mundo e faz uma diferença danada. se tentar separar seu lixo, você vai se assustar com a quantidade que não é lixo de verdade. leia aqui e o quê e como fazer

2) economizo água e eletricidade – me importo muito com a quantidade de água e eletricidade que consumo e fico chateada quando percebo desperdício. há quem ache que não faz diferença, mas eu sei que faz. leia aqui dicas de economia

3) compro de segunda mão ou procuro comprar menos – sempre procuro primeiro móveis usados e depois móveis de madeira de demolição e/ou reciclada. adoro brechós e sempre que posso compro roupas de segunda mão. tenho procurado comprar cada vez menos e somente o que é realmente importante pra mim. não quero deixar de consumir coisas que eu gosto, mas quero consumir com mais consciência, sem exageros. para saber mais sobre consumo consciente, é aqui; sobre o dia de consumo zero, aqui.

4) consumo orgânicos – produtos orgânicos são melhores para o meio-ambiente e para a sociedade e há cada vez mais opções (embora ainda sejam bem mais caras). compro uma grande quantidade de orgânicos e estou deixando de comprar quando não há esta opção. escolho os supermercados em que compro pela quantidade de orgânicos oferecidos. para saber mais sobre produção orgânica, veja aqui.

5) uso produtos de limpeza biodegradáveis – são mais caros, sim, mas acho que valem a pena. sempre sofri muito com a idéia de um monte de produtos químicos contaminando a água e me sinto melhor sabendo que o dano está sendo diminuído nem que seja um pouquinho. é claro que um tratamento de esgoto eficiente seria bem melhor que simplesmente usar produtos biodegradáveis, mas as duas coisas combinadas são um sonho distante. enquanto o governo não resolve o problema de tratamento de esgoto eu faço a minha parte. uso bio wash e amazon (ambos disponíveis em supermercados).

aproveite esse dia pra pensar no que você pode fazer pra ajudar. se você já faz alguma coisa, continue fazendo; se ainda não faz nada, que tal começar hoje? 🙂

Categories: eco

promessa de vida

Abril 15, 2008 Leave a comment

porque eu prometi a mim mesma que não ficarei triste mais que o tempo minimamente necessário pra lembrar que ser triste faz parte da vida e torna ainda mais preciosos os momentos de alegria. porque a felicidade, aprendi, não é um estado constante, são segundos de brilho espalhados pelos dias.

**

a lúcia chama a atenção para o problema das fraldas descartáveis e o que elas significam em termos de lixo não reciclável. lembrei da possibilidade do uso de absorventes recicláveis, vocês conhecem? a idéia é simples (é inclusive uma volta ao passado): você usa uma capinha externa e dentro dela camadas de algodão para absorver o fluxo. todo o conjunto é lavável, evitando aquele monte de plástico + algodão indo pro lixo.

acho as duas coisas (fraldas e absorventes) uma ótima idéia, mas confesso que resisto um pouco em adotar o absorvente pelo seguinte: eu não lavo minhas próprias roupas, quem faz isso é nossa assistente doméstica. não acho aceitável que ela lave meus absorventes (assim como não acho aceitável colocá-la pra lavar fraldas sujas, quando aparecer bebê por aqui), portanto adicione mais essa atividade na lista de coisas-a-fazer-depois-do-trabalho e contemple uma pessoa um pouco mais infeliz. é complicado: toda decisão ecologicamente correta tem ônus imediato associado ao bônus de médio ou longo prazo. às vezes é difícil abrir mão de certos confortos imediatos.

e tem outro detalhe: os dias de fluxo intenso. não entrarei em detalhes, mas será que o acessório aguenta mesmo o tranco? 🙂

ainda no mesmo assunto – nestes meses de dificuldade com o furão doente, testamos uma novidade (pelo menos pra nós) do mercado de animais de estimação, os tapetes higiênicos. são como fraldas descartáveis, mas são colocados no chão. de fato são bem práticos e simples de trocar, mas simplesmente não consegui ficar tranqüila com minha consciência quando olhava aquela coisa enorme de plástico sendo trocada 2 vezes por dia. só de pensar naquilo acumulando num lixão por centenas de anos me deu uma dor no coração. voltamos para o velho e bom jornal.

**

não tenho sentido absolutamente nenhuma falta de SP, e isso é estranho. eu jurava que sentiria saudade de alguma coisa. por enquanto, confesso que só tenho uma única saudade: os pores-de-sol da nossa janela, sempre lindos.

**

não cai uma folha de árvore se deus não quiser. eu acho essa frase linda, linda.

Categories: eco

reciclando!

Março 31, 2008 Leave a comment

bolsas incríveis feitas de sacola de supermercado, querem ver?

aqui neste blog, que é “filho” deste, que tem bolsas feitas com a mesma técnica porém com outros materiais.

você que é bolsólatra, se joga 🙂 e se descobrir o preço me conta, que eu não sei. só achei a idéia massa.

Categories: eco

earth hour / a hora da terra: 29 de março das 20h às 21h

Março 28, 2008 Leave a comment

é amanhã, pessoal!

das 20h às 21h várias pessoas ao redor do mundo se comprometem a apagar as luzes e desligar todos os seus eletrodomésticos e eletrônicos por 1 hora. por quê? para mostrar o quanto uma ação tão simples faz diferença no consumo. em sydney, no ano passado, a ação representou 10.2% de redução de consumo neste dia.

e se você desligasse seus aparelhos que ficam em stand-by da tomada quando sai de casa? e se você deixasse apagadas luzes que não precisam estar acesas? e seu computador, precisa mesmo ficar ligado quando não está sendo usado?

para se inscrever e participar, entre aqui.

e para economizar energia todos os dias, dicas aqui e aqui.

Categories: eco

dicas de consumo consciente

Março 26, 2008 Leave a comment

o site caring consumer procura divulgar informações aos consumidores que se importam em saber se animais foram maltratados para que o produto em questão fosse feito.

há aqui duas listas – empresas que testam seus produtos em animais e empresas que não testam. lâncome e johnson testam em animais; l’occitane e MAC não testam. na próxima vez que for comprar cosméticos, pense bem que marca você prefere.

aqui tem uma lista enorme de empresas nacionais que não testam em animais, entre elas destaco os xampus da eh, que eu adoro, e a weleda que tem até pasta de dentes.

**

existem produtos de limpeza biodegradáveis. eles são mais caros, mas são uma boa opção pra quem quer fazer um estrago menor no meio ambiente: descobri a biobrilho (que nunca usei, mas vou testar) e a bio wash, que tenho usado e gosto muito. uso detergente e sabão em pó.

leia estes dois artigos sobre como manter sua casa limpa de forma mais ecológica.

**

é complicado convencer as assistentes domésticas a economizar produtos de limpeza e a reciclar. em parte porque é realmente mais difícil limpar sem coisas como veja, o sabão em pedra é bom mas demanda mais braço e paciência, mas há uma parte que é resistência à mudança, pura e simples.

às vezes tenho a impressão que as pessoas pensam que é avareza não querer comprar litros de detergente ou o maldito pinho sol. eu odeio esses produtos com cheiro forte, não suporto entrar na casa e ela estar cheirando a eucalipto!

estou pensando em comprar um daqueles limpadores a vapor, pra tentar diminuir o consumo de água e produtos de limpeza na manutenção da casa. alguém aí tem? o que acha do produto, realmente economiza água e produtos de limpeza?

**

já disse isso, mas vou repetir: ser vegetariano, pra mim, não é solução para a questão de maus tratos aos animais. não comer animais é uma das formas de contribuir para que a crueldade acabe, mas não é a única e nem a melhor, é apenas mais uma. além do mais, se a opção é por não comer animais, que todos eles sejam poupados da sua fome. por que não comer porcos e comer atum? o atum é menos vivo que o porco, de alguma forma?

quem já viu peixes ou crustáceos sendo pescados sabe que eles sofrem, sim.

enquanto não decido se vou ou não continuar comendo animais, eu contribuo de outras formas pra que alguns deles não sofram (não comprando produtos testados em animais, por exemplo). e isso não é sacrifício nenhum e nem faz de mim uma pessoa melhor que os outros. minhas escolhas são apenas conseqüência dos meus questionamentos pessoais e uma forma de dar alguma contribuição para o todo.

escrevo aqui meus questionamentos e minhas dicas não pra me posicionar diante de ninguém, até porque certas opções são tão pessoais que nem cabe discussão. compartilho meus pontos de vista e descobertas porque imagino que quem passa por aqui pode eventualmente ter as mesmas dúvidas e dilemas; talvez alguém mais possa se beneficiar das dicas que me serviram.

espero que as minhas elucubrações estejam sendo tão enriquecedoras pra vocês quanto estao sendo pra mim!

Categories: eco