amamentação: estabelecendo a rotina de ordenha

iniciei a rotina de ordenhar no trabalho há 1 semana, e tudo vai indo bem, graças às dicas valiosas da raquel_ny. ela foi a única que realmente conseguiu me ajudar, pois vivencia essa experiência no dia a dia. por isso me motivo tanto a compartilhar essa experiência aqui no blog: se puder ajudar qualquer mulher nessa condição, fico feliz.

recapitulando: iniciei a rotina de ordenha 2 vezes por dia (meio da manhã e meio da tarde) cerca de 3 semanas antes de voltar ao trabalho, pois queria que o otto estivesse 100% adaptado quando eu voltasse. aproveitei também pra congelar o excedente de leite eventual, pra emergências.

coisas que você precisa saber/fazer/ter para manter somente leite materno para o bebê quando voltar a trabalhar:

calcular quanto mais ou menos será necessário armazenar por mamada (calcule aqui). esse cálculo é importante para saber quanto você deverá congelar/descongelar por mamada ou por dia. por exemplo: o otto teoricamente precisa de 76-112ml por mamada, então eu sempre congelo no máximo 200ml (2 mamadas no dia). fazendo assim, você evita desperdício e sabe que o mínimo necessário pro bebê está garantido;

– comprar vidros com tampa de rosca (ou outra que vede bem) para congelar o leite, na porção que você vai precisar descongelar (depende de quanto seu bebê precisa mamar e quantas mamadas por dia, claro). eu mantenho 3 dias de mamada de reserva (ou seja: se parar de ordenhar por 2 dias não tem problema, tem leite ainda pra ele), você pode fazer uma reserva maior se quiser;

– alugar ou comprar a máquina de ordenha, e eu recomendo a medela pump in style, que é ótima. ela vem junto com a bolsinha, frascos e gelo de mentirinha pra conservar o leite refrigerado;

– negociar na empresa sobre os horários de ordenha. no meu caso, não tive problema nenhum, simplesmente bloqueio 2 períodos de 30min por dia (11h e 15h), ordenho, guardo os frascos na geladeira e lavo as conchas;

– negociar na empresa um local fechado e reservado para a ordenha. o ideal é ambiente estéril, mas desencanei desse luxo. consegui 2 salas fechadas que uso conforme a disponibilidade, enquanto não fecham a minha sala com persianas;

– lembre de oferecer o leite ordenhado para o bebê no copinho normal ou no copo de suco. evite a mamadeira, pois o bebê pode “desistir” do peito. lembre que mamar no peito exige esforço do bebê – se ele percebe que tem uma “teta” que libera o leite mais fácil e rápido (a mamadeira), adeus peito. isso é mais importante ainda quando o bebê é muito pequeno (menos de 6 meses). o otto se adaptou bem ao copo de suco e continua mamando no peito normalmente depois de 4 semanas de peito+ordenha;

– nos fins de semana, pode dar o peito normalmente. parece que é até bom, ajuda a manter a “produção”;

– não se preocupe se a quantidade de leite ordenhado variar (ha! fácil falar 🙂 eu me preocupo), pois é normal. a quantidade de leite ordenhado não é equivalente a quanto você produz de leite (o bebê suga mais do que a máquina consegue tirar), e enquanto o bebê mamar e você ordenhar, não vai faltar. a variação pode ser consequência da alimentação, sono, hormônios e outras coisas;

– o leite ordenhado pode ficar na geladeira normal até 12h. sobre o armazenamento e duração do leite congelado, li informações diferentes, variando de 1 semana apenas a vários meses. eu tenho armazenado por cerca de 5 dias no máximo, mas armazenaria mais tempo sem problemas. creio que é importante, no entando, garantir que seu freezer é bom e não fica sendo aberto o tempo todo…

– lembre de nunca encher o pote de leite a ser congelado até a borda, pois o leite expande muito quando congela e pode quebrar o vidro;

– eu não tenho esterelizado nada que uso, só lavo com água e sabão;

– para usar o leite, descongele no dia de usar (deixe na parte de baixo da geladeira ) e aqueça em banho-maria até ficar na temperatura do corpo. já li recomendações de que deve ser sempre outra pessoa (e não a mãe) a dar o leite ordenhado (para o bebê associar a mãe ao peito);

– chegando em casa, a primeira coisa que faço (segunda! a primeira é apertar o gordo) é congelar o leite que trouxe no dia (vou usando o estoque primeiro e guardando o que ordenhei);

– finalmente: alimente-se bem, descanse (ha ha ha) e beba muita água pra manter o corpo saudável e continuar produzindo leite!

se lembrar de mais dicas, vou adicionando. se alguém mais tiver dicas, deixe nos comentários pra outras se beneficiarem, tá?

15 thoughts on “amamentação: estabelecendo a rotina de ordenha

Leave a Reply