amamentação: voltando ao trabalho

graças às dicas essenciais da raquel_ny e bianca do posso amamentar, tudo está correndo muito bem!

o otto se alimentou exclusivamente de leite até completar 5 meses, quando comecei a introduzir outros alimentos na dieta e mantive as mamadas a cada 3 ou 4 horas. quando ele completou 6 meses, aluguei uma máquina de ordenha dupla e comecei a tirar o leite 2 vezes por dia (fim da manhã e início da tarde) e oferecer no copinho de suco. as demais mamadas continuaram normalmente. ele reclamou um pouco de tomar leite no copinho por 1 ou 2 dias, mas depois acostumou e toma com muito gosto.

eu já tinha experiência com ordenha, pois precisei ordenhar quando o otto nasceu por 5 dias até que ele pudesse mamar. fazia a ordenha manual na UTI e comprei uma máquina simples de ordenha, que usava quando ia descartar o leite. ordenhar manualmente é muito difícil, e na máquina eu achava fácil (além de sair mais leite). no início achei que não teria dificuldade de usar a máquina e tirar o leite, mas estava enganada…

depois do terceiro mês, o peito já não enche tanto e fica mais “murcho”. aprendi que nesta época o corpo já voltou ao normal (hormonalmente), se adaptou à rotina e à quantidade normalmente necessária de leite. o leite é produzido enquanto o bebê suga, e atende exatamente à demanda que ele faz. é por isso que temos a sensação de “descer o leite” alguns segundos depois que o bebê começa a mamar.

pois que quando fui ordenhar (com a máquina) depois de 6 meses, simplesmente não saía NADA. ou quase nada. fui no kellymom.com (site excelente, recomendo muito) calcular a quantidade de leite necessária para o otto a cada mamada (espante-se como eu: não depende da idade dele e tampouco do peso!), e descobri que podia variar de 76-112ml (para o otto especificamente). apavorei!

a raquel_ny me salvou, compartilhando a experiência dela ordenhando e mandando os links da kellymom, que ajudaram muito. a primeira dica dela foi: a máquina da medela, pump in style, é essencial. procurei para alugar no brasil (porque comprar é caríssimo) e achei no cantinho da mamãe. aluguei sem dificuldade, com os frascos, frasqueira e tudo (R$108 por mês) e experimentei. sucesso absoluto! de primeira consegui ordenhar cerca de 120ml, mais que suficiente para a mamada do otto. a babá dava o leite no copinho de suco, e congelei o que sobrava.

continuei nessa rotina (ainda em casa) durante a semana, e de fim de semana voltei a dar o peito somente, normal. não vi diferença na forma dele mamar, mas percebi que ele ficou mais dengoso quando estava no peito, mais grudadinho 🙂 uma graça!

quando voltei a trabalhar, tinha 3 dias de leite (2 mamadas por dia) já congelado, para emergências. então no primeiro dia ela descongelou (dentro da geladeira – tirou do freezer para a geladeira normal), aqueceu em banho-maria e deu o leite congelado primeiro. quando eu chego em casa, junto o conteúdo dos frasquinhos em potes de vidro (de geléia, cerca de 250ml) e congelo, identificando a data na tampa. assim, mantemos sempre um estoque, e ela vai dando o leite que está congelado há mais tempo.

no trabalho tenho conseguido tirar cerca de 100ml (a quantidade varia conforme o dia, a hora), e tem sido suficiente. bloqueei minha agenda duas vezes por dia por 30min, vou para uma sala fechada e ordenho por 10min (o leite acaba depois disso, que é o tempo que ele normalmente mama). fecho os vidros, guardo, seco as conchas. guardo os frascos na frasqueira, que fica no frigobar, lavo as conchas com água, seco e guardo num ziploc para a próxima ordenha.

deixo a máquina no trabalho, só trago pra casa os frascos (dentro da frasqueira, com aqueles “gelos de plástico”) para manter gelado e congelo o leite do dia quando chego. só na sexta-feira trago as conchas para ficar secando ao ar livre.

tudo funcionando perfeitamente, nesta primeira semana. espero conseguir manter a rotina!

Leave a Reply