o progresso do sono

vamos recapitular, pra vocês entenderem a novela: nos 2 primeiros meses de vida o otto só dormia no colo ou enrolado no cueiro. não tinha jeito do menino dormir de outra forma, porque ele era muito agitado, e não tinha controle do corpinho. ele dormia, e quando colocávamos no berço ou na cama “solto”, ele se debatia (dormindo), acordava e chorava. um horror.

a partir do terceiro mês percebemos que já era possível deixá-lo dormir sem precisar “amarrar”, pois ele já controlava melhor seus movimentos. ainda assim, durante a noite ele acordava a cada 2-3h pra mamar.

(uma particularidade dele é que sempre soube muito bem a diferença entre dia e noite. quando eu digo que ele acorda à noite pra mamar ou coisa assim, quero dizer que ele chora e resmunga, mas ele não acorda de verdade, ele chora/resmunga dormindo, de olhinho fechado, e ele QUER dormir. basta pegar no colo e ele dorme.)

até o final do quarto mês o otto dormiu na nossa cama, num bercinho especial pra colocar em cima da cama. nunca ficamos confortáveis de deixá-lo solto dormindo conosco, porque ele se mexe muito (mesmo) e a gente não conseguia dormir, com medo de machucá-lo. sei que tem quem consiga dormir com o bebê, e acho que facilita muito a vida se todos estão tranquilos com isso, mas no nosso caso não foi bom. o menino mexe muito, a gente não dorme porque fica tenso, bem chato.

o pediatra nos dizia pra deixá-lo dormir no berço a noite toda, sem pegar no colo, a partir do 5o mês, pois ele já tinha capacidade de entender o processo de dormir, e aprender a dormir sozinho. além disso, ele nos alertou sobre nos tornarmos escravos do bebê (e que o bebê aprende muito cedo a manipular os pais pra conseguir o que quer).

mas nós não conseguimos simplesmente deixá-lo chorar, porque achamos que ele precisava saber que estávamos ali pra ajudá-lo, fazê-lo sentir seguro. o problema é que ele acordava a cada 2h até ter 8 meses, então pegávamos no colo a cada vez, fazíamos dormir e devolvíamos pro berço. o fer ficava cuidando dele de madrugada, pra eu poder dormir um pouco e trabalhar. até que ele não parou mais de chorar nem no colo… aí decidimos começar o adestramento 😀 deixamos chorando no berço, e ficamos ali do lado dele, confortando, mas ainda assim não adiantou muito. ele só parou de chorar à noite quando começou a tomnar mamadeira, ou seja – no caso dele, o choro era fome 🙁 o pediatra jurava que ela manha, e não era SÓ manha, de jeito nenhum.

a partir da metade do mês 8 começamos a dar mamadeira não pegamos mais no colo durante a noite depois de dormir, temos feito ele dormir de novo no próprio berço. ele chora um pouco, às vezes, mas normalmente dorme de novo. ficamos ali do lado, até ele dormir de novo, e cada vez tem ficado mais fácil. ele acaba de completar 11 meses, e faz mais ou menos 1 mês que dorme com regularidade, assim:

– dorme entre 18:30h-19:30h (no colo, nunca dormiu sozinho no berço)

– chora pra mamar entre 20:30h-21:30h (e quando não chora, damos 180ml de leite mesmo sem ele chorar)

– chora pra mamar entre 00:00h-01:30h (e de novo, se não chorar, damos 210ml de leite pra ele dormir legal até de manhã)

– acorda (todo feliz!) entre 05:30h-06:30h

o que ainda não conseguimos é fazê-lo dormir diretamente no berço. no início era impossível (ou melhor: talvez funcionasse se deixássemos chorar, mas nunca tivemos coragem). ele dorme no nosso colo, às vezes precisa embalar MUITO até ele relaxar e dormir. mas enquanto está sendo possível (apesar do tamanho e peso), quero deixar como está, porque afinal essa fase em que ele é bebê e dorme no nosso colo é curta… e tenho certeza que vamos sentir saudade dele dormindo no colo. quero aproveitar o máximo que puder 🙂

bom, e sobre deixar chorar: acho que a decisão de deixar chorando até dormir depende de como você se sente fazendo isso e de como você percebe o que o bebê se sente. há muitas “técnicas” de fazer o bebê dormir na internet, eu não gostei de nenhuma. pra nós, o que funcionou foi deixá-lo chorar um pouco no berço mas ficar junto com ele, pra ele se sentir seguro e dormir “sozinho”.

há quem defenda que deixá-lo chorar faz com que ele aprenda que consegue dormir sozinho, e que isso é bom; há quem diga que deixá-lo chorar faz com que o bebê se sinta abandonado. não acho que é tão simples assim, nem pra um lado nem pro outro. como ninguém gosta de ouvir bebê chorando e conseguimos nos organizar pra fazê-lo dormir no colo primeiro e depois fica no berço com nosso apoio, vou mantendo assim. entendo que há pessoas que não podem/conseguem fazer dormir no colo e não querem acostumar o bebê nessa rotina. entendo, e acho que devemos fazer o que é melhor para a família toda, e não só pro bebê.

quando tiver mais novidades sobre o assunto, vou informando 🙂

diário do otto: 11 meses

otto,

em uma frase: você está cada vez mais lindo e querido! cada vez está mais fácil cuidar de você, agora que conseguimos interagir mais e entender o que você quer ou precisa. é verdade que a regularização do seu sono também tem um grande papel nisso, e conto um pouco sobre isso já já.

você agora parece mesmo um humaninho, uma gentinha que ainda não fala nem anda mas se comunica e locomove 🙂 não, você nem quer saber de engatinhar da forma tradicional, mas se arrasta minhocamente muito bem, e rápido, é super engraçado. temos muitos vídeos pra mostrar essa sua super-habilidade-minhoquística 🙂 o mais legal é que no início você reclamava quando estava minhocando no chão, parecendo um pouco impaciente por não conseguir se deslocar, mas agora você adora e rasteja super rápido pela casa, atrás das coisas. a felicidade, me parece, é justamente em poder ser mais independente e ir onde quiser (ou quase). você ainda pede pra pegar sua mãozinha e levar pra andar, mas aos poucos já afasta nossa mão, quer fazer as coisas sozinho e se irrita quando seguramos você. um mocinho muito independente, aiai!

da mesma forma, sua comunicação mudou bastante, e embora você não fale nada com palavras ainda, é fácil entender o que você quer (e principalmente o que não quer). você é bem enfático no desgostar, “fala” de um jeito super bravo e com a carinha combinando (o cenho franzido num bebê desse tamanho é muito engraçado, não nos culpe por rir quando você está contrariado). da mesma forma, é visível seu prazer e alegria, seu rostinho se ilumina todo, você sorri com o rosto e o corpo, e aparecem seus 7 dentinhos :B

sua rotina é muito bem definida, e aparentemente você gosta dela. dorme e acorda mais ou menos no mesmo horário, come, brinca e se diverte o dia todo. adora a maria e luana, que cuidam de você e da casa, e está apaixonado pela nai, a cachorra que adotamos. ela parece gostar muito de você também, já que sempre quer dar uns lambidões na sua cara (você morre de rir quando ela consegue).

é interessante: você tem se mostrado bastante cauteloso experimentando coisas novas (nem sempre coloca as mãos nas coisas, tenta colocar NOSSA mão antes), mas é bastante curioso e quer ver tudo. uma das coisas que as pessoas sempre dizem sobre você é que é muito esperto e curioso, prestando atenção em tudo.

há pouco tempo você começou a estranhar pessoas e lugares, especialmente homens. é impressionante como você se adapta mais rapidamente às mulheres que ainda não conhece. todo charmoso, sorri e brinca com a mulherada sem muita cerimônia. aliás, enquanto esperava sua consulta no pediatra, seu pai me contou que você se desmanchou em sorrisos pra uma mocinha bonita e se jogou em cima dela, na maior cara de pau! além de agarrar os peitos da sua babá eventual super linda, a thais. cachorrão, isso é o que você é.

sua alimentação está uma beleza, como sempre, e mês passado você provou peixe (e adorou). a partir de 1 ano, vamos começar a acostumá-lo com a nossa comida, o que significa na prática que vamos adaptar nossa comida a você 😀 nenhum sal por enquanto, e tempero moderado. muitas frutas, legumes, arroz, feijão e carninhas.

esse mês você esteve resfriado 2 vezes, o que é muito chato porque você fica com o nariz entupido e não dorme direito 🙁 durante o dia não é um grande problema, mas à noite… eca! o que fizemos foi lavar seu nariz bastante com água salgada própria pra isso (uns jatinhos, que limpam mecanicamente), inalação de vapor antes de dormir (você ADORA e dorme agarrado no aparelhinho) e cebola durante a noite, pra descongestionar. depois de uns dias de chatice, melhorou e passou, ufa.

você cresceu e engordou acima da curva novamente, e está um menino bem grandão. o que é previsível, sendo seu pai do tamanho que é…

você tem feito várias coisas bem engraçadinhas: bate palminhas quando ouve parabéns (mesmo na TV em inglês, hahaha!), aponta o dedinho pras coisas, morre de rir (e aponta) pra lua no céu (você adora a lua), gargalha quando fazemos cosquinha, chuta tudo o que vê pela frente, adora jogar as coisas ao seu redor pra ver cair no chão ao seu redor (roupas, fraldas, almofadas, qualquer coisa) e descobriu seu bingolau*. aliás, não só descobriu como puxa e estica loucamente cada vez que fica peladão, é muito engraçado!

finalmente você está acostumando com o bebê conforto no carro e já não chora tanto e não faz escândalo (continua reclamando um pouco, mas nada demais). pra dormir também você está mais fácil, e é frequente dormir no meu colo, no sofá, sem muito esforço. (o que é uma maravilha, porque você está pesando mais de 10kg!)

tem sido um prazer pra mim acordar e ver você sorridente, todo dia, e também voltar pra casa e cuidar de você. é sempre divertido, mesmo quando você dá trabalho, porque está mais fácil entender o que você quer e ajudá-lo a ficar mais feliz e se divertir.

além disso, você está cada dia mais lindo, as fotos estão incríveis. seu primeiro aniversário está chegando, e faremos uma compilação das fotos mais legais de cada mês, num álbum, pra você ver as fotos em papel também.

você é um menino muito feliz, sorridente e cheio de energia, que nos faz rir e nos divertir muito. estamos cada vez mais felizes com sua presença e companhia. tenho certeza que ainda vamos nos divertir muito juntos!

um beijo cheio de amor da mamãe.

(*) essa atualização está sendo feita quase 1 ano depois, mas antes tarde do que nunca: não sei de onde saiu “bingolau”. sei que acho a palavra engraçada, e que apesar de ser divertida não é aquela coisa “pipi” ou “pintinho” que eu detesto. afinal, poxa, você precisa ver seu órgão sexual com alguma admiração 🙂

diário do otto: 10 meses

otto,

10 meses, já! meu deus, nem parece que já passou tanto tempo. não temos saudade nenhuma dos primeiros meses, não me entenda mal. mas é que, diferente do que eu pensava enquanto acontecia, passou rápido mesmo. você está um mocinho lindo 🙂

esse mês você teve resfriado, e foi uma chatice sem fim. nada de mais, além de nariz um pouco entupido, mas você além de não saber dormir sozinho também não sabe assoar o nariz e nem respirar pela boca, ou seja: cada vez que o nariz entope você acorda, chora e não consegue dormir sozinho. foram 2 semanas de suplício pra nós e pra você. pra ajudar, fazemos uma “lavagem nasal” que você AMA (not), inalação pra ajudar (você adora, e dorme agarrado no inalador) e muita cebola crua e cortada no quarto (que ajuda a desentupir o nariz). seu quarto fica parecendo um saco de cebolitos, mas pelo menos você se sente melhor.

você continua andando com a nossa ajuda, cada vez mais firme e mais cheio de vontade. sua diversão preferida é derrubar os livros da estante (há uma especial predileção pelo livro do alan moore, “a voz do fogo”), e mordê-los de vez em quando. ainda nas preferências novas, você estabeleceu uma relação interessante com um brinquedo que seu avô me deu antes de você nascer, o sapo cantor. é um sapo que canta e dança uma música dos anos 50, e pelo qual você parece ter amor e ódio ao mesmo tempo. você nos faz “andar” com você até o quarto (onde ele fica), e quando está na frente dele, ensaia  uma dancinha muito engraçada, que é a deixa para ligá-lo. ele canta e dança, e você fica hipnotizado, às vezes sorrindo. e quando acaba, normalmente você dá um tapão nele, chuta ou morde a cabeça. tudo muito delicado e doce.

aliás, você é um troglodita-bebê, saiba. adora chutar, morder, dar tapões e acha o máximo derrubar as coisas. morre de rir das brincadeiras mais toscas e agitadas, uma graça. inclusive uma das suas demonstrações de carinho mais divertidas é dar cabeçadas nas pessoas (juro). uma doçura 🙂

ah, mas você também aprendeu a “beijar”: abre o bocão na bochecha da gente, babando tudo e fazendo barulho “uá-uá-uá”. desconfio inclusive que você gosta é do barulho, e não do beijo 🙂 ensinamos pra você a fazer barulho de índio, batendo a mão na boca e a fazer BRRRR com os dedos nos lábios, e você acha o máximo. nesse mês aliás você começou a pegar nossa mão e puxar, pra fazer o que você quer: barulho de índio, BRRR, bater palmas ou apertar o botão de um brinquedo.

você continua não engatinhando, só se arrasta parecendo uma minhoca, mas está bem firme de pé, andando loucamente, mas ainda com a nossa ajuda. acho que falta você a aprender a sentar pra ficar de pezinho… vamos esperar e ver!

bom, na parte de alimentação você continua comendo até o pé da mesa. arroz, caldo de feijão, tudo que é legume e fruta, duas refeições enormes por dia, mais o leite, mais frutas, ufa! e tem, é claro, aquele cocô MARAVILHOSO de quem começou a comer couve e brócolis 😀

seu sono ainda está irregular à noite, mas cada vez melhorando mais. você cresceu e ganhou peso acima da curva, está um meninão enorme e lindo! *piu piu*

eu acho você lindo, claro, como é de se esperar de qualquer mãe babona. mas tem uma coisa em você que acho bem parecida comigo, e que faz com que as pessoas gostem de você e te achem mais lindo do que você é: o sorrisão, a felicidade que faz você brilhar. você puxou da mamãe esse o bom humor frequente… e os momentos de mau humor bem desagradáveis (sorte que são poucos :D)

do seu pai você puxou o tamanho, o olhar intenso, direto e sério e o carinho. você é um bebê muito carinhoso, beijoqueiro e querido. continue sempre assim, meu amor!

beijão da mamãe.

PS: as fotos do seu décimo mês estão aqui. divirta-se!