diário do otto: 10 meses

otto,

10 meses, já! meu deus, nem parece que já passou tanto tempo. não temos saudade nenhuma dos primeiros meses, não me entenda mal. mas é que, diferente do que eu pensava enquanto acontecia, passou rápido mesmo. você está um mocinho lindo 🙂

esse mês você teve resfriado, e foi uma chatice sem fim. nada de mais, além de nariz um pouco entupido, mas você além de não saber dormir sozinho também não sabe assoar o nariz e nem respirar pela boca, ou seja: cada vez que o nariz entope você acorda, chora e não consegue dormir sozinho. foram 2 semanas de suplício pra nós e pra você. pra ajudar, fazemos uma “lavagem nasal” que você AMA (not), inalação pra ajudar (você adora, e dorme agarrado no inalador) e muita cebola crua e cortada no quarto (que ajuda a desentupir o nariz). seu quarto fica parecendo um saco de cebolitos, mas pelo menos você se sente melhor.

você continua andando com a nossa ajuda, cada vez mais firme e mais cheio de vontade. sua diversão preferida é derrubar os livros da estante (há uma especial predileção pelo livro do alan moore, “a voz do fogo”), e mordê-los de vez em quando. ainda nas preferências novas, você estabeleceu uma relação interessante com um brinquedo que seu avô me deu antes de você nascer, o sapo cantor. é um sapo que canta e dança uma música dos anos 50, e pelo qual você parece ter amor e ódio ao mesmo tempo. você nos faz “andar” com você até o quarto (onde ele fica), e quando está na frente dele, ensaia  uma dancinha muito engraçada, que é a deixa para ligá-lo. ele canta e dança, e você fica hipnotizado, às vezes sorrindo. e quando acaba, normalmente você dá um tapão nele, chuta ou morde a cabeça. tudo muito delicado e doce.

aliás, você é um troglodita-bebê, saiba. adora chutar, morder, dar tapões e acha o máximo derrubar as coisas. morre de rir das brincadeiras mais toscas e agitadas, uma graça. inclusive uma das suas demonstrações de carinho mais divertidas é dar cabeçadas nas pessoas (juro). uma doçura 🙂

ah, mas você também aprendeu a “beijar”: abre o bocão na bochecha da gente, babando tudo e fazendo barulho “uá-uá-uá”. desconfio inclusive que você gosta é do barulho, e não do beijo 🙂 ensinamos pra você a fazer barulho de índio, batendo a mão na boca e a fazer BRRRR com os dedos nos lábios, e você acha o máximo. nesse mês aliás você começou a pegar nossa mão e puxar, pra fazer o que você quer: barulho de índio, BRRR, bater palmas ou apertar o botão de um brinquedo.

você continua não engatinhando, só se arrasta parecendo uma minhoca, mas está bem firme de pé, andando loucamente, mas ainda com a nossa ajuda. acho que falta você a aprender a sentar pra ficar de pezinho… vamos esperar e ver!

bom, na parte de alimentação você continua comendo até o pé da mesa. arroz, caldo de feijão, tudo que é legume e fruta, duas refeições enormes por dia, mais o leite, mais frutas, ufa! e tem, é claro, aquele cocô MARAVILHOSO de quem começou a comer couve e brócolis 😀

seu sono ainda está irregular à noite, mas cada vez melhorando mais. você cresceu e ganhou peso acima da curva, está um meninão enorme e lindo! *piu piu*

eu acho você lindo, claro, como é de se esperar de qualquer mãe babona. mas tem uma coisa em você que acho bem parecida comigo, e que faz com que as pessoas gostem de você e te achem mais lindo do que você é: o sorrisão, a felicidade que faz você brilhar. você puxou da mamãe esse o bom humor frequente… e os momentos de mau humor bem desagradáveis (sorte que são poucos :D)

do seu pai você puxou o tamanho, o olhar intenso, direto e sério e o carinho. você é um bebê muito carinhoso, beijoqueiro e querido. continue sempre assim, meu amor!

beijão da mamãe.

PS: as fotos do seu décimo mês estão aqui. divirta-se!

One thought on “diário do otto: 10 meses

Leave a Reply