diário do otto: 3 anos! \o/

otto,

você fez 3 anos neste lindo mês de agosto, e parece que foi ontem; e também parece toda uma vida!

aliás, como era a vida antes da sua chegada? preciso me esforçar pra lembrar, é como se tivesse sido com outra pessoa. o passado é cheio de coisas diferentes, que eu adorava fazer, mas não trocaria minha vida atual pela anterior. você vai aprender que sua mamãe não se apega ao que passou, gosta muito mais de viver o dia de hoje. cada dia é um dia, aproveitando cada pequena felicidade e deixando também que as pequenas tristezas e cansaços tenham seu lugar. espero conseguir lhe ensinar um pouco sobre viver o presente — não remoer o passado, não criar ansiedade pelo futuro — e ser flexível.

fui ler o diário do seu 1 ano — você tinha começado a andar e não falava nada além de vogais, ainda um bebezão. aos 2 anos, já falava muito bem mas ainda podíamos ver um pouco de bebê. com 3 anos já temos um menino em casa, sem carinha e nem comportamento de bebê. sua fala agora é praticamente perfeita, como de um adulto. é raro ver você cometendo erros de conjugação ou mesmo concordância (no máximo com os verbos irregulares que não conhece bem), não há quem não comente sobre como sua fala é certinha. seu interesse pelos números e letras diminuiu (e continuamos não forçando nada, deixando que você explore o que mais lhe interessa), mas você conta bem até 40 ou 50. o mais curioso é que perceber seu entendimento da lógica da contagem (sequência e quantidade), brincando às vezes de aumentar e diminuir.

esses dias você comia torradinhas no prato (tinha 9 ou 10), e ia fazendo uma contagem regressiva a cada uma que comia. chegando à última, perguntei “e aí? quanto sobrou?” e você, filosoficamente respondeu “o vazio” 🙂 e então ensinamos sobre o zero, claro!

sua interação com outras crianças ainda é bem limitada, você não vemos demonstra interesse especial por nenhum amigo da escola. percebo mais interesse seu com os filhos dos nossos amigos, e cada vez mais se interessando por crianças mais próximas da sua idade (diferente de antes, que só gostava das crianças mais velhas). me parece que você é uma pessoa reservada, diferente da sua mamãe, que sempre foi muito extrovertida. o que faz da experiência de ensinar e conviver com você algo ainda mais interessante pra mim.

suas professoras sempre se referem a você com muito espanto — “ele é um menino muito diferente! é sério, analítico, concentrado e observador. um menino muito inteligente, que pensa antes de falar, que faz perguntas interessantes e relevantes”. é um orgulho muito grande pra nós, seus pais, saber não só que você demonstra inteligência, mas principalmente que está confortável sendo quem é, do jeito que é, em meio a tantas crianças tão diferentes. sua tranquilidade e confiança em si mesmo são os sinais mais claros pra nós que estamos fazendo um bom trabalho como pais. ser inteligente é muito legal, claro, mas ser um menino bom e feliz é muito mais importante.

a mudança mais significativa no seu desenvolvimento, nesta fase, é seu interesse e habilidade em contar histórias. você quer ver e ouvir histórias o tempo todo, repetidamente, e eu me divirto muito (além disso, sem modéstia, sou muito boa contando histórias!). você vê, ouve e conta e reconta as mesmas histórias, mas nem sempre da mesma forma. também inventa situações, caminhos, nomes (e idiomas, aparentemente), e conta histórias com perfeição, nos mínimos detalhes. e canta as músicas também, sempre muito perfeitamente (inclusive corrigindo a si mesmo e começando de novo quando erra…).

há alguns dias sua professora nos contou que toda sua turma parou para ouvir você contar a história do curupira. e que você contou a história toda direitinho, e eles ouviram até o fim! quão fofo é uma turma de crianças menores de 4 anos contando e ouvindo história juntas?

**

Gromit & Wallace \o/

sua festa de 3 anos foi a mais legal de todas, só com as pessoas realmente próximas de você, que convivem bastante. o papai e eu preparamos uma surpresa — fizemos esculturas do gromit & wallace, que você adora, para colocar na mesa. e a tia paula e a vovó malu fizeram a ovelhinha shawn e os saquinhos de lembrança. não consigo descrever sua carinha de feliz ao ver os personagens que adora na mesa de aniversário, foi a coisa mais linda. mentira — a coisa mais linda foi seu rosto e sua felicidade na hora do parabéns, olhando pra cada pessoa ao redor da mesa cantando pra você. este ano, pela primeira vez, acho que entendeu que a festa era sua. foi lindo e emocionante <3

**

bom, quanto à sua rotina, você continua dormindo com a mamãe ou o papai, e não sabemos quando isso vai mudar. estamos esperando um sinal divino 😀 mas temos incentivado você a tentar dormir na sua cama, sozinho, e durante o dia isso já acontece com frequência. sua alimentação continua a mesma — você come de tudo, embora esteja mais seletivo (como oferecemos muita variedade, isso não é um problema), e não tem problemas em experimentar coisas novas. uma coisa que agora você adora é chocolate, que damos de vez em quando (está se transformando num chocólatra, como seu pai :))

a fralda, por enquanto, desistimos de tirar. você já sabe expressar sua vontade, e não quer fazer xixi ou cocô na privada (mas não quer fralda também. tem sido uma briga de vez em quando). decidimos então manter conversas sobre isso, tentando ver quando você vai se interessar pelo assunto, e aí vamos fazer a transição.

no mais, fora os seus chiliques de 3 anos (tudo do contra, tudo é não, tudo é do seu jeito), os dias têm sido bons, as histórias têm sido lindas e divertidas, e mesmo seus pitis chegam a ser engraçados. uns dias são melhores que outros, mas no geral a experiência é incrível e muito bonita. você sempre foi e continua sendo um menino inteligente, tranquilo, de humor excelente, cheio de empatia e muito articulado. como não amar e não ter orgulho?

feliz 3 anos, meu amor. que venham mais 300 anos! um beijo enorme da sua mamãe.

PS: veja aqui as fotos dos seus 3 anos.

Leave a Reply