Fada do Dente

Na noite que perdeu o 2o dente foi um furdunço aqui porque o Otto não queria dormir de jeito algum.
O: “mas eu quero VER a fada do dente! Não vou dormir!”
Eu: “ihhh mas se não dormir ela não vem não, já aviso.”
O: (bateu as mãozinhas no colo tipo WTF?!) “ahhhhhh, não?! Igual ao Papai Noel?!”
(HHAHAHAHHAHAHA)
Eu: “igual. Ou dorme ou ela não vem.”
O: “e por quê?!”
(Fudeu. Pensa, loka)
Eu: “não sei. Só sei que é assim.”
(Obrigada, Chicó)
O: (…) “ahhhh. Tá bom então né.”
Dormiu, e ganhou a moeda e adorou.
Mas…

**

Dia seguinte, Fernando me chama no canto:

F: “olha só — você e Otto conversaram sobre a moeda da fada? Combinaram alguma coisa?”
Eu: “não, ele achou, pegou, comemorou e pronto.”
F: “então… ele veio me dizer que essa história da fada deixar uma moeda só não dá. Que era pra deixar pelo menos 4!”
HAHHAHAHAHHAHAHA!
Eu: “oi?! Tá doido, inflacionou o mercado do dente? De onde ele tirou isso?”
F: “não sei, acho melhor mandar bilhete pra escola e perguntar.”
Tá puxado esse ano. Depois do Temer cair o mercado do dente vai subir e sei lá o que vai ser.

**

Maria veio me contar que ela elogiou a moeda que ele ganhou da fada, e ele respondeu:
O: “eu acho que meu dente valia mais, sabe?”

😀

Comments are closed.