boas-vindas

Ai, crescer.

Fernando lidando com as perguntas do Otto antes de dormir:

“Papai, como começa a vida?”

Ele explica sobre a divisão celular, ele ama.

“Papai, como TERMINA a vida?”

Ele explica que um dia tudo acaba. E ele chora, diz que não quer crescer porque não quer que acabe. E lembra que demora, que estamos todos aqui, por muitos e muitos anos, e que não precisa se preocupar com isso.

 

(Entendo tanto, meu amor. Tanto.)

 

“Quero um abraço.”

E todos choram, né.

💔

 

**

 

Tem a morte

Tem o amor

E tem o mote

E tem a glosa

 

Eu digo que ela é gostosa.

Comments are closed.