a semana mais longa

city hunters, animação com as mulheres do manara?! no FX, aquele canal idiota, como assim? aposto que vai ser uma merda.

**

respondendo às perguntas do post anterior sobre o aniversário de casamento:

– o meu santo casamenteiro é ela, a santa falta de noção, batman 🙂 ao invés de pensar 2 vezes eu vou lá e CASO, entende? depois eu vejo se dá pé

– uma pessoa é bem mais do que aquilo que ela faz, demonstra ou diz. porque nós somos mais do que ação e verbo, boa parte (a parte melhor, eu diria) é sentimento e emoção e é isso que eu amo nele. e a verdade é que eu amo o que ele diz, faz e demonstra também 🙂

**

obrigada pelos comentários fofos. fico feliz em saber não só que me desejam o bem, mas que a maioria das pessoas que pára por aqui gosta de ler coisas boas. sei que é legal ler um pouco de piada e sarcasmo, mas acho fofura melhor 😀

**

aliás, como é insuportável conviver com gente negativa, não? todo mundo deve conhecer alguém que se você diz “que dia lindo!” responde “ah, mas vai chover…” ou que quando você pergunta como ela está a infeliz responde contando todos os problemas. cada vez mais acredito que felicidade é escolha, sabe? a gente pode escolher ver o céu azul de agora ou lamentar que mais tarde vai chover. sou a criatura do que vejo.

**

me vejo no que vejo

como entrar por meus olhos

em um olho mais límpido

me olho o que eu olho

é minha criação

isso que vejo

perceber é conceber

águas de pensamento

sou a criatura do que vejo

(blanco, octavio paz – tradução de haroldo de campos)

**

deprimi forte hoje. almocei com clientes, todos homens. dos quatro, três são completos imbecis. assim, sem salvação: idiotas de pai e mãe, portas fechadas sem maçaneta. fãs ardorosos do romário, piquet e afins não exatamente pelos talentos atléticos mas porque “têm atitude”.

o pior é perceber que eles são “a massa”. minoria sou eu, que acho as mesmas figuras desprezíveis porque são espertões, mal-educados, escrotos. atitude virou sinônimo de ser escroto, putz. pra me consolar, lembrei que há poucos meses saiu na super-interessante a matéria dos meus sonhos: o retorno da natureza após o desaparecimento súbito da humanidade. let’s keep wishing.

**

meus peitos pesam mais que bolas de boliche, daquelas grandes.

**

comprei uma sandália chiquérrima, de salto, com dedinhos de fora, cor de tutti-frutti. felicidade instantânea por 36 reais no cartão de crédito. só assim pra sobreviver aos fãs do romário…

**

e essa propaganda RIDÍCULA de iogurte que te faz cagar ou devolve seu dinheiro, meu deus do céu?! se eu fosse do tipo que tem intestino preso teria muita vergonha de comprar esse troço do supermercado. o horror! e eu preciso escrever o tal post do cocô mas sempre esqueço, acaba ficando pra depois. prometo que ele vem! enquanto isso eu passo mal com a propaganda da corna conformada retentiva anal.

**

e como se o iogurte do cocô não bastasse, tem as propagandas de sabonete líquido de buceta com nossa amiga regina. taí outra coisa que eu não entendo: por que usar esse negócio, explica? pra bichinha ficar com o maravilhoso cheiro de buceta-com-rosas? buceta-com-lavanda? fora que deve deixar gosto de sabão, ai pobre do bofe que gosta de buceta! (o que não gosta vai achar até melhor descaracterizar a pobrezinha)

ok, agora a sério: entendo as neuroses alheias, acredito que tenha mulher que realmente ache que um sapólio íntimo ajuda de alguma forma na sua higiene (o que é uma bobagem, aqui entre nós. água purinha e mãos cuidadosas já resolviam a questã). acredito também que tenha mulher que não goste do seu próprio cheiro, mas… acho as duas coisas muito tristes.

todo aquele esforço na década de 60 pra libertação feminina, queima de sutiã e o cacete, ganhamos o direito de trabalhar (merda) e ficar estressadas, que ótimo. aí em pleno ano de 2007, como se a gente não tivesse preocupação suficiente nessa vida, nos arrumam uma nova: nossa buceta agora é nojentamente suja e malcheirosa e precisa de um sapólio especial que custa muitos reais. inferno!

0 comments to “a semana mais longa”
0 comments to “a semana mais longa”
  1. Oi Zel, sempre passo por aqui porque adoro teus textos, mas nunca comentei, só que este post sobre o tal sabonete me lembrou um produto que eu vi ontem na farmácia e achei o fim: HIGIE CALCINHA que, me parece, serve para lavar e higienizar as calcinhas no banho (Ewwww) e deve ter sido criado por alguém que tem alguma coisa o sabão comum. Gente doida…

  2. Cocô todo mundo faz, Zel, mesmo os que têm o intestino preso. O sabonetinho de perereca é f*da, mas na minha opinião, a pior propaganda é da Corega, fiota. Disparado do segundo lugar. Imagina a pessoa no balcão da farmácia pedindo um adesivo para a dentadura? E a outra que fala na televisão que agora pode comer maçãs sem medo da prótese sair agrrada na bichinha… Perder os dentes e adimitir isto é macabro…

  3. Eu acho que aqui tem a melhor combinação possível de assuntos, tem atualidades, aventura, gastronomia, indignação, reflexão, mulherzices e fofurices também.

    É por isso que a gente vicia e vem sempre aqui.

  4. ah, Zel… eu AMO tudo que você escreve!!!!! e amo também seu jeito de pensar e de viver a vida.

    🙂

    venho aqui quase todo dia, leio e releio e quase nunca deixo comentário. hoje, sei lá por qual motivo, resolvi aparecer de fato e registrar minha admiração e meu carinho.

    bjs!!!!!!!!!!!

  5. Zel, é que vc não vê a cara de nojo do meu maior, quando ele vê a propaganda do leite pra fazer cocô, que o cara toma o restinho que tem em um copo, ele todas as vezes fala: Credo que nojo, tomou resto de baba!

    Agora não só os sapólios íntimos, os caras resolveram que nós fedemos mesmo e lançaram absorvente que retêm os cheiros naturais.

    Cara se continuar assim teremos que sair dentro de uma bolha.

    Ah, adorei conhecer vc, o maguido xará, mãe (linda) e pai ótimo de papo, fora o fato de ser um adorador de mar como eu.

    Beijos

  6. hahahahahahahaha. querida, já reparou que no mundo da publicidade prisão de ventre é coisa de mulher? tooooodas as propagandas de ‘trecos pra cagar’ em geral são de mulher pra mulher, todas no intervalo da novela das oito.

    eu fico meio assustada. se é isso mesmo e as mulheres andam tão reprimidas com o próprio corpo que nem cocô conseguem fazer direito tá na hora de queimar os sutiãs todos de novo…

  7. ô gentes, amei os comments! dei muita risada 😀 é legal ver que tem mais gente indignada com essas merdas, viu?

    e eu vi a tal propaganda do leite que faz cagar (leite com fibras?! que porra é essa?) e o PIOR é a cara de “cumplicidade” que as duas mulheres fazem, deixando o bofe de fora. tipo “a gente toma leite pra cagar e ele nem sabe!! hahahahaha!”.

    jesus, queima eles…

    love you all 🙂

  8. E eu que achava que bastava tomar banho direito e com freqüência… Falando em propagandas absurdas, recebi uma horrível do produto Fair & Lovely, da Índia: Fique branca e seja feliz!!! :O

    Zel, leio seu blog a muito, muito tempo e ele, aliás você, nunca decepciona! Sempre ótimos! 😉

    Ah, e parabéns pelas bodas!

  9. Há 30 anos alguém teve a “brilhante” idéia de lançar um desodorante íntimo. E era em bastão, acredite! Lembro de uma namorada que andou usando o tal negócio (não se como desodorante ou com outro objetivo). Pense numa meleca. Era assim que a xota ficava quando o desodorante se misturava com a umidade natural da mulher. Fazia até espuma. rs

    E o tal Higicalcinha? Minha filha compra esse troço e deixa no box do banheiro. Resultado: já lavei a cabeça várias vezes com Higicalcinha pensando que era shampoo (claro que tomo banho sem óculos, e sem óculos não leio porra nenhuma).

Deixe uma resposta