o passeio

a viagem começou com atraso (pouco, é verdade) do vôo de POA a curitiba. mas tudo deu certo: o hotel foi de ótimo tamanho e os 3 dias foram de sol. só o frio não apareceu e me deixou numa situação complicada: só levei roupas de frio, tive que aproveitar bem as poucas camisetas 😀

segue uma breve descrição do roteiro, com meus comentários. e aqui estão todas as fotos, pra quem quiser conhecer um pouco de curitiba, morretes e antonina, além da serra verde vista do trem.

dia 1 – curitiba

pegamos o ônibus turístico para fazer um tour pela cidade, e foi a maior roubada do universo. não caiam nessa!

pagamos 16 reais por cabeça (incluindo as 2 crianças de 5 e 6 anos) para andar num ônibus comum, sem guia, com comentários gravados de poucos segundos dizendo o óbvio a cada parada. o ônibus é lotado, demora e pára às 17:30h. começamos o passeio às 10h, visitamos a universidade livre do meio ambiente, a ópera de arame e a pedreira e finalmente o parque tanguá — lindíssimo. quase morremos de tanto andar, achei que minhas pernas iam desisir.

paramos para almoçar na santa felicidade e descobrimos que não é tão fácil assim almoçar às 15h… depois de esperar muito pelo maldito ônibus, que estava mais lotado que o penha-lapa às 18h, descemos na praça tiradentes bem no fim da tarde e tiramos fotos com lindas cores. nosso dia terminou com uma caminhada de 1km com duas crianças cansadíssimas e 6 adultos mortos. não foi possível sequer sair pra jantar, tamanho o cansaço.

eu estou aqui reclamando mas o passeio foi muito legal e rimos muito dos contratempos. minhas pernas, no entanto, não acharam a menor graça e quase fizeram greve no dia seguinte 🙂

a foto do dia:

parque tanguá

dia 2 – serra verde

compramos um pacote que sai da rodoferroviária e faz a ida de trem e a volta de van, pela serra da graciosa. fomos de trem até morretes, numa viagem linda de morrer num trem antigo e fofo. com guia, que de fato explicava as coisas! muita felicidade 🙂 depois de um passeio emocionante, paramos pra almoçar em morretes onde fomos apresentados ao famoso barreado — que nada mais é que carne de panela bem cozidinha, não se enganem 😀 — e dali fomos de van para antonina.

antonina é pequena, colonial e tem uma bela vista para uma baía e o porto da cidade. o mais curioso, no entanto, é que a guia nos explicou que é lá que acontece o carnaval mais famoso do país. ahn?! 😀 ok, ela corrigiu depois, dizendo que era o mais famoso da costa do paraná.

o frio e a chuva chegaram junto com a gente e a volta pela serra da graciosa foi coberta de neblina e eu não vi nada, até porque dormi o caminho todo.

à noite fomos para o largo da ordem no bar do alemão e morremos de tomar chopp e comer carne de onça (até as crianças comeram!).

foto do dia:

serra verde, de dentro do trem

dia 3 – curitiba e caverna do diabo

resolvemos visitar o jardim botânico de manhã e voltar pra são paulo. mas o cunhado teve uma ótima idéia: parar na caverna do diabo pra conhecer (só ele conhecia).

visitamos o tal castelo de cristal que as crianças estavam loucas pra ver 🙂 nem mesmo a lotação de turistas barulhentos e mulheres cafonas estragou a beleza do lugar.

fomos então para a caverna do diabo, e a estrada que sai da br já vale o passeio. o parque onde fica a caverna é lindo, bem cuidado e a caverna é absurdamente incrível. não consegui tirar quase nenhuma foto lá dentro, de tão imensa que é a caverna. a luz é linda, parece um cenário, outro planeta, sei lá. valeu cada degrau das escadas 🙂

a volta foi um inferno: tinha obra na estrada, foram 5 horas só nesse último trecho. mas tudo bem: rimos, nos divertimos, chegamos bem e estamos prontos pra próxima!

foto do dia:

jardim botânico: eu, julia, lia e ké

0 comments to “o passeio”
0 comments to “o passeio”
  1. Eu morei quase minha vida toda em Curitiba, pena que nao combinamos de se encontrar la, teria ajudado em algumas coisas.

    A ma morre de vontade de ir de trem para morretes mas da ultima vez que vimos precisava ser mto antecipado (e tava caro a beça).

    Agora fica a dica, bonito msm eh ir de carro pela estrada da graciosa na primavera, registra bem essa dica.

    Quanto ao barreado, tem barreado e barreado. Só conheço um restaurante que ja traz o prato feito, com a farinha cozida na panela junto com a carne. Ai sim fica divino, barreado nao eh soh uma carne de panela eh um pirao na verdade. Mas mto bom pirao XD

    Tirando verao, sempre vou pra morretes comer barreado (ir no verao eh pedir pra morrer de calor, imagina comer barreado XD)

    E gostei da dica do bar do alemao, nao conhecia nao era do meu tempo acho, vou la na prox vez.

    E quando precisar eh soh pedir, tenho as minhas dicas tbem ^^

Deixe uma resposta