poupando o dinheiro do analista

vocês acompanham essa série do fer que deu nome ao meu post? não?! pois deviam. ele conta as histórias mais bizarras e engraçadas sobre barbaridades que já fez na vida. corajoso, ele. não sei se teria coragem de contar coisas assim aqui no canal aberto (e por isso gasto dinheiro com o analista – hahahhahaha! :))

não estou fazendo terapia há algum tempo, e sinto muita falta. em compensação, durante os 3 anos de terapia aprendi a interpretar meus sonhos com relativa eficiência e estes sim me economizam um bom dinheiro de análise…

essa noite, por exemplo, sonhei que estava numa lanchonete com minha irmã, num desses lugares abertos e bem claros, cantando menudo! desfiamos todo o repertório a plenos pulmões, e acordei cantando:

if you’re not here, by my side

can’t hold back the tears

i try to hide

acordei feliz, gente. diz: pra quê terapia com sonhos tão ridiculamente óbvios? 🙂

8 comments to “poupando o dinheiro do analista”
8 comments to “poupando o dinheiro do analista”
  1. Eu namorei com o Charles, mas não contei pra ele (esse era só um detalhe não?).

    Quando cê falou em Menudo me veio na mente:

    SÔbe em minha mÔto, se agarra em mim…

    OU

    Indianápolis…Indianápolis…

    URRRU…e quem diria que o mais mirradinho ficaria o mais gostosão…Ricky Martin…

  2. LEMBREEEEI… o Luiz Miguel, era da mesma época (aquele cabelinho loiro escorrido, aquela cara de cão sem dono). Musicão.

    “Quero!

    Te abraçar apertado teeee quero!

    Te apertar no meu corpo teee quero!

    Te falar desse amor e beiXXXar você pela vida inteiraaaa

    QUERO!

    Esse corpo que queima teeee quero!

    Cada hÔra que passa teeeeespero.

    De repente o que importa é que somos dois, dois apaiXXXonados.

    Somos 2, 2 apaiXXXonados, eu você, é maravilhoSSSo encontrar a felicidade descobrindo todo amor do muuuundo AAAAAAAAhhhhhh, DADADADÁAAAAA, DADADADÁAAAA, DADADADÁAAA….”

Deixe uma resposta