ao que interessa – crème brûlée!

mas antes da receita, posso falar? esse povo engajado e in me cansa… é muita modinha, tendência, movimento, afe. cada vez mais gosto de simplicidade e mão na massa. menos blá-blá-blá e mais ação concreta, sabe? os gringos dizem kiss, mas eu gosto dos nossos dizeres populares – “vê se pega um tanque de roupa pra lavar ou uma roça pra carpinar”.

dito isso, vamos ao crème brûlée, uma receita simples e chique, como as coisas devem ser 🙂

utensílios

2 opções – uma travessa refratária grande ou 6 travessinhas pequenas (prefiro as 6 pequenas)

fue grande

panela média

maçarico de cozinha – essencial. não sei como fazer sem ele…

ingredientes (6 porções)

5 gemas

500ml de creme de leite fresco

100g de açúcar

açúcar para polvilhar e queimar depois (1 colher rasa por potinho)

1 fava de baunilha (se não tiver, coloque 1 colher de chá de essência)

modo de fazer

coloque os potinhos na geladeira enquanto prepara.

bata as gemas e o açúcar até esbranquiçar.

aqueça o creme de leite com a fava de baunilha (eu corto a fava “de comprido”, pra soltar as sementinhas) até o ponto de ferver mas não deixe ferver.

fora do fogo, junte o creme de leite aquecido com a mistura de ovos/açúcar sempre mexendo, até que incorpore completamente. quando estiver misturado, leve ao fogo baixíssimo e mexa com o fue sem parar, até que tome consistência de um mingau mole (não deve engrossar demais).

despeje a mistura nos potinhos gelados e deixe esfriar na geladeira (eu coloco direto – não ligo pra história de não colocar coisas quentes na geladeira…) até ficar firme. agora vem a parte divertida 😉

com o creme já firme, jogue açúcar por cima dele (espalhando, deve ficar uma camada fina) e use o maçarico para queimar o açúcar, criando uma camada de caramelo dura. é mais difícil espalhar o açúcar uniformemente do que queimá-lo, por incrível que pareça!

feita a casquinha de caramelo, volte à geladeira e depois coma ajoelhado.

observação: há receitas em que o creme vai ao forno em banho-maria, ao invés de levar direto ao fogo. vou até testar e ver se faz diferença, mas podendo evitar o trabalho que assar em banho-maria dá, eu prefiro.

7 comments to “ao que interessa – crème brûlée!”
7 comments to “ao que interessa – crème brûlée!”
  1. Zel, só para vc não se preocupar: as nutricionistas daqui do meu trabalho afirmam que o certo é colocar, sim, as coisas quentes na geladeira. O gasto de energia é mínimo e o alimento fica mais seguro contra possíveis contaminações!

    Beijos

  2. Zel,

    Vc pode substituir o maçarico por uma colher de inox (ou prata, para quem tem uma) aquecida no fogo. Aquece bem e passa por cima do açúcar. Claaaaro que o melhor resultado é com o maçarico, além de ser menos trabalhoso e muito chiquérrimo!!

Deixe uma resposta