by
on
under
tagged
Permalink

pão pita

eu devo ter repetido isso mil vezes na época que fui pra grécia, mas nunca é demais: jamais comi pão pita tão gostoso como o que servem em atenas acompanhando o souvlaki. é dos céus.

desde então sonhamos com o souvlaki e com aquele pita sensacional. o que compramos aqui é seco, sem graça, eca. mesmo o melhor pão sírio que nosso dinheiro pode comprar não se compara com aquele pão pita.

pois decidimos experimentar receitas e pra nossa sorte, acertamos de primeira. o pão ficou cheiroso, lindo, saboroso e com a mesma maciez e textura que experimentamos lá. imagino que o segredo é não industrializar pra não ressecar, sei lá.

compartilho a receita com vocês com o maior prazer e espero que vocês façam. poucas coisas na vida são tão gostosas quanto fazer pão, é uma sensação de poder de criação, de multiplicação dos ingredientes… é mágico.

ingredientes (para 30 pães médios)

450g de farinha de trigo

280g/ml de água morna

30g (ou 2 tabletes) de fermento úmido

1 colher de chá de sal

1 colher de chá de açúcar

1 colher de chá de azeite

utensílios

1 frigideira média (eu usei antiaderente, mas acho que não precisa. se tiver uma chapa ou panela de ferro é melhor)

1 rolo de abrir massa (acho que uma garrafa de vidro serviria até melhor… :))

1 vasilha para a massa crescer

1 faca para cortar

1 prato pra empilhar os pães prontos

superfície ou tábua grande pra sovar/abrir os pães

modo de fazer

dissolva o fermento na água morna completamente e junte 100g de farinha. deixe descansar por 20 minutos.

misture o restante da farinha (350g) com os demais ingredientes, junte a mistura de farinha+fermento até incorporar tudo e sove bem. a massa deve ficar lisa e sem grudar (eu tive que colocar 2 punhadinhos de farinha a mais pra dar o ponto).

quando estiver lisa e fofa, mas sem grudar, coloque na vasilha e deixe crescer até dobrar (eu cubro com um pano de prato, mas na verdade nem sei se precisa).

depois de crescida, divida em 30 bolinhas (pergunte ao fernando como) e deixe crescer de novo até dobrar.

coloque a frigideira para esquentar (seca) bem e comece a abrir os pães em formato de disco (eu nem vou dizer que é fácil, porque não é. vários dos meus pães ficaram em formato de ameba) bem fino (1 a 2mm). coloque o disco na frigideira e espere assar (dá pra ver a cor mudar). eu gosto dos pães com pedaços tostadinhos, deixei escurecer alguns pontos. só cuide para não exagerar, senão vira torrada.

bom, aí você empilha que nem panqueca e come puro mesmo, que é dos deuses. ou com o que der na telha.

5 comments to “pão pita”
5 comments to “pão pita”
  1. Ah, mas vou TER que fazer esse pão. Eu amo! Experimenta com uma fatia de queijo, outra de presunto (ou o embutido da sua preferência, eu até prefiro com mortadela), umas 5 ou 6 folhas de rúcula, rodelas finas de pepino (no ralador fica melhor), tempere essa saladinha com sal, pimenta e azeite de oliva, dobre o pão ao meio e NHAC! Dos deuses!

    Me conte: vc gosta de polvo? Estou pensando naquele cardápio… 🙂

    beijo!

  2. Zel, testamos hoje a sua receita aqui em casa e ficou uma delícia! Obrigada! Comemos com pasta de beringela…

    (só tem um porém: como a habilidade manual não é o forte aqui, a grande maioria ficou em formato de ameba mesmo :D)

Deixe uma resposta