by
on
under
tagged
Permalink

história #7: deh

Zel,

Eu te lia quase diariamente, como também a Denize e a Fal. Eu era “blogueira” de um leitor só (eu mesma) e tinha dois blogs – um pessoal e outro que contava minhas aventuras na cozinha. Eram o Blog da Deh e o Marmita da Deh.

Até que um dia você publicou um chamado: http://www.zel.com.br/archives/2008/07/so_para_mulhere.html. E eu ouvi.

Cheguei no encontro de “blogueiras” me sentindo um ET, sem saber onde por as mãos e sem imaginar a grandeza de mulheres incríveis que passariam a existir na minha vida.

Você e a Denize foram as duas pessoas que me receberam nesse encontro, me deixaram à vontade, sorrimos, nos abraçamos. E a partir dali, percebi o que era realmente “blogar”, militar, trocar experiências. Aquele encontro mudou muito a minha vida.

O LuluzinhaCamp abriu horizontes que eu jamais podia imaginar: conheci (hoje) amigas incríveis, expus sentimentos e sonhos, resolvi profissionalizar paixões, fui convidada para um blog como colaboradora, o Cozinha Pequena, que me abriu portas para escrever um blog corporativo (e profissional), que é o Centauro Mulher.

Mas o que ganhei com essa porta que se abriu em seu blog, tem um valor inestimável em minha vida. As amizades que fiz e a rede de apoio nas dificuldades e também (principalmente) de estímulo de mulheres que admiro pelo talento e determinação, e sigo atrás, como uma grande corrente de colaboração.

Consegui, com o estímulo dessas pessoas, realizar um sonho antigo, que era fazer um curso profissional de cozinha (que estou fazendo), abri horizontes, ganhei prêmios, fiz amigos, participei de encontros, aprimorei meus dotes como fotógrafa, escritora, cozinheira.

Teu blog, naquele post, me deu a chave.

Um grande beijo!

Carinho sempre,

Deh

mil blogs 🙂

http://www.centauromulher.com.br

http://www.cozinhapequena.com

http://www.blogdadeh.com

http://www.marmitadadeh.com

http://www.dehvorciada.com

**********************************************************************************


não deixo de me impressionar com a capacidade das pessoas de se reinventarem. vejam como basta um post despretensioso – unzinho! – pra alguém encontrar o fio da meada e seguir seu rumo…

a deh é uma mulher incrível, gente. humana e doce, cheia de dúvidas como todos nós, cheia de desejos e sonhos. ela pegou esse fiozinho aí tá fazendo um novelão 🙂

deh, eu sei que minha participação no seu sucesso e felicidade é pequena, pequeníssima, mas me permito sentir orgulho e felicidade por ter feito parte disso. quando a gente escreve um texto, dá um abraço ou uma palavra de encorajamento, nunca sabe onde aquele pequeno gesto vai dar. às vezes não dá em nada, mas às vezes… dá nisso. um empurrãozinho minúsculo vira um turbilhão na vida de alguém.

não dá pra explicar o prazer que tenho em ler esse seu depoimento, e todos estes outros, e ver que de alguma forma os meus escritos, algo que eu fiz sem nenhuma pretensão ou expectativa de receber algo em troca, tem frutos. você já é um sucesso e será muito mais. tudo mérito seu, querida.

continue brilhando e conte comigo pro apoio moral 🙂

Deixe uma resposta