a melhor história

não poderia deixar de contar essa pérola do luluzinhacamp, vamos lá…

estávamos denize, dani e eu conversando no quintal, em pé, blá-blá-blá. chega maíra, essa coisa fofa, e o diálogo se inicia:

maíra: nossa, que coisa… vocês três de preto! vocês combinaram? parece encontro de bruxas 😀

zel: tipo weird sisters, né? mas não é isso não, linda, é que a gente é gorda mesmo. preto ajuda a disfarçar, sabe como é?

dani: HAHHAHAHAHHAA, pior que é isso mesmo…

denize: filha, imagina a gente de branco?! só precisava trazer o acarajé e tava tudo pronto – as puras baianas de salvador…

e a conversa descambou pra chacota com mulheres gorduchinhas vestidas de noiva (=baiana do acarajé). e eu contei que tnha visto, não faz muito tempo, umas fotos de uma fulana gorduchinha vestida de noiva e com bolerinho de renda pra complementar. sabe como é, falar da desgraça alheia desvia a atenção e faz a gente esquecer da cinturinha de kombi.

maíra, obviamente, é magra de dar ódio.

0 comments to “a melhor história”
0 comments to “a melhor história”
  1. hahah

    Eu, para variar, dou fora sem perceber, né? Tava lá filmando e achei super bonito aquele ambiente todo branco (paredes e chão) e aquelas mulheres em roda todas vestidas de preto. Achei lindo! Mesmo! Olhei, e eu tava de marrom. Pensei: “vou fazer uma subversão” rs.

Deixe uma resposta