Matemática avançada 

Otto, 6a6m e bem loko da ideia, conversando com o Fernando…
Ele vê um “01” em uma página e: “Olha, Zde!”
O ano vai ser longo.
(Eu precisei de tradução. Se 10 = dez, 01 = zDe)

Piadista

Otto entrou na fase da piada, e tá HILÁRIO, porque ele ainda não entende direito o conceito (ele acha que se ele acha graça é o suficiente. Bom, tem gente que é assim mesmo adulto! :D)
Eu contei a seguinte piada: “o que é um gelo preto no congelador?” — “é um gelo vestido de Batman!”
Aí ele faz uma tentativa: “O que é um homem vestido de preto?!”
Eu: (…) “um padre!”
Ele: “nãooooo, um homem vestido de Batman!”
(Hahahha — não. Passa uns segundos e…)
Ele: “mamãe, o que é um PADRE?!”
PQP, fudeu.

**

É muito difícil responder essa pergunta, gente! Eu disse que é a mesma coisa que rabino, pajé… é a pessoa que representa / é autoridade numa religião.
Ele não perguntou o que é religião. Ufa.

Street wise

No caminho com Fernando…
O “Papai, qual a velocidade mínima dessa rua?”

F “A velocidade mínima costuma ser a metade da velocidade máxima. Qual a velocidade máxima aqui”

O “30!”

F “Então qual a mínima?” (me preparando para um longo caminho)

O (na hora) “15”

F “Como você sabe?”

O “Porque 15 mais 15 dá 30, ué”
**
Depois, em outra rua…
F “Nessa rua aqui a velocidade máxima é 50. Qual é a mínima então?

O ” Hmmm… Preciso pensar…” (5 segundos depois) “25”

F “Viu como é legal aprender?”

O “É. E eu aprendo na rua!”
HAHHAHAHAHAHHAHA! Tamos lascados.

Fã de odonto

Fernando levando o Otto na dentista:
O “Eu ADORO dentista!”

F “Que bom! Conta isso para a Débora, acho que ela vai ficar feliz”

O “Vou contar, assim que entrarmos na sala de olhar dentes”

**
Enquanto esperava…
Otto com brinquedo de ratinho na mão

O “Olha, um gatinho bombeiro”

F “Olha bem se ele é um gatinho…”

O (olha melhor) “Um ratinho… Saquei!”
(“Saquei” é demais! Hahahhaha)
**
Entrou no consultório…

O “Preciso te contar uma coisa”

D “O que é?”

O “Eu adoro ir ao dentista, sabia?”
**
E desceu para arrumar a inclinação da cadeira 😀
(Tudo perfeito, nenhuma cárie, tudo lindo. Sortudo!)

Search Engine

Maior DR com o Otto porque ele queria assistir um desses programas péssimos de pessoas jogando videogame e comentando.
Na verdade era um jogo de Lego Vampiro da Casa Mal Assombrada, no YouTube, que é o portal do inferno.
Vetamos. “Na NetFlix você pode escolher o que quiser pra ver. Esse não.”
5min depois, vejam o que ele buscava.
VANPIROSDOCATELOMAOASOM

I, robot

Outro dia conversando com o Otto ele me fez uma charada (nem lembro a resposta) que era a respeito de algo que não era vivo.
Mencionei os robôs e ele, com muita convicção, me avisou que robôs têm vida sim, e eu fiquei encafifada porque essa é uma das grandes questões da inteligência artificial, afinal. Será que é isso que chamam de alma, mais que algo sobrenatural?
**
Aí vi esse quadrinho, e lembrei que ser humano não significa necessariamente algo bom.

I’m Batman

Essa é pra Simone (e quem mais já tiver assistido Batman Lego):
Chamo o Otto pra se vestir e sairmos pro almoço, ele deita no chão, começa a rolar pra lá e pra cá dizendo “no, no, no”, e no final correu pro corredor cantando NaNaNaNaNa…. TpTchu!
Temos um pândego nessa casa 😀

Richie Rich

Vocês viram Batman Lego? Legalzão. Amei mesmo, veria pela 3a vez (bem provável aliás hahahhaha). Piadas ótimas e a melhor combinação de vilões no mesmo filme que já vi <3
Batman é um playboy mimado, que no decorrer do filme melhora. Ele janta lagosta ao termidor todas as noites, preparada pelo Alfred e aquecida no microondas quando ele chega de madrugada 😀
Graças ao filme…
O: “mamãe, eu quero experimentar lagosta!”
Lá vamos nós achar lagosta (e tem que ser com casca, que é assim no filme) pro menino provar.
Não que eu esteja reclamando, adoro lagosta, mas vai que ele gosta?! 😱

Idosa

[2-mar-2015]

vocês perdoem se a história é meio boba, mas é que pra nós é UMA COISA SENSACIONAL, lembrem que o otto é uma criança muito calada, em especial com estranhos.
Fernando saiu pra comprar coisas pra obra com ele, e a moça que atendia começou um diálogo:
moça: “como é o seu nome?”

otto: “otto. e o seu?”

moça: “juliana. quantos anos você tem?”

otto: “4, indo para 5. e você, quantos anos tem?”

juliana: “32!”

otto: (…) “nossa, QUANTOS ANOS!”
😀
(que ele jamais pergunte quantos anos eu tenho, pelamor! hahahhahaha)

Autocura

Otto acordou sem febre! \o/
Ontem do nada deu um febrão de 38.8C que derrubou o menino, ficou acabado e reclamando de dor de cabeça (apavorei, ele nunca reclamou de dor de cabeça 😭).
Tomou banho de espuma e jantou pão de queijo e pipoca, vendo desenho, porque sou adepta de fazer só o que a gente quer quando tá doente 😀
Não gosto de medicar febre, em especial sem saber o que a criança tem, então esperamos. Mas na hora de dormir ele tava muito reclamão e decidimos dar um analgésico / antitérmico pra dormir melhor. Ele não queria tomar nada de jeito nenhum.
Nós: “vamos lá, gatinho. Melhora a dor de cabeça e você dorme melhor!”
O: “mas eu quero melhorar sozinho! Sem ajuda!”
E escutei daqui as mãe odara tudo dando gritinhos 😀
Explodamos que ele tem razão, que nosso corpo se cura sozinho muitas vezes mas que de vez em quando remédio é legal pra ajudar, e que dormir bem é um jeito de sarar mais rápido. 
Tomou protestando, passou a noite bem, embora não 100% tranquilo, e acordou ótimo, ufa. Vamos ver se não evolui e era só uma resposta pontual.