Apanhado

Tenho buscado reduzir meu tempo de redes sociais, e Facebook rodou, porque é de longe onde eu mais gastava tempo.

Tá sendo bom, mas ao mesmo tempo atrapalha escrever as coisinhas rápidas que colocava lá e depois trazia aqui.

Mas a gente se adapta, aos poucos vou escrevendo mais de novo aqui!

**

Hora de dormir, Otto me abraça muito e diz: “eu te amo muito, mamãe! Eu amo vocês todos. Até mesmo o Papai.”

HAHHAHAHAHAHHAA eu ri, porque é ele, o pai, que tá lá todo santo dia e deita com o Otto pra dormir. E ele é tão inocente que fala isso pro pai, como se fosse assim um favor né? 🙂

**

Otto tá com mania de cortar as unhas com os dentes. Ele não “come” a unha, ele só quer cortar ele mesmo, com os dentes. Diz que é divertido. A gente tá de toda forma tentando explicar que não é bom por causa dos germes todos das mãos sujas e também porque pode se machucar.

Eu: “tá vendo aqui? Você puxa a unha, a pelinha vem junto e vai puxar carne, vai te machucar.”

O: “carne?! Isso é modo de falar né?”

Eu: (penso: vai dar ruim) “não, nós temos carne, todos os animais têm carne. Esse fofinho aqui é nossa carne ao redor dos ossos.”

O: “igual à que a gente come? A gente come a carne dos bichos?”

Eu: “sim, isso mesmo.”

O: (horrorizado) “por que alguém faria isso?!”

Eu: “é uma tradição dos seres humanos caçar os bichos e comer a carne. Mas quem não quer comer carne não precisa. São vegetarianos.”

O: …

Já não come quase nada de carne, agora então…