limites

otto ontem ficou com minha Mami Vera pra gente ter um minuto de paz, ops apaga ir jogar na casa das amigas, e chegamos tarde, umas 23:30h. minha santa mãe conseguiu convencer ele a tomar banho, escovar os dentes e ficar no próprio quarto, mas dormir nem a pau.


chegamos e ele estava no quarto, emburrado (mas cercado de gibis. desconfio que só fez pose quando entramos no quarto, que estava fechado). desfiou um rosário de reclamações, porque queria ter ficado lá embaixo, e não no quarto.

eu: “otto, você sempre reclama que quer ficar acordado até mais tarde lendo! essa é sua oportunidade, quando o papai e a mamãe chegam mais tarde!”

o: “mas eu queria fazer isso lá embaixo [na sala de TV, onde ficam gibis, e alguns brinquedos dele também], e a vovó não deixou!”

eu: “a vovó tá certa, depois da hora de dormir, só pode ficar aqui no seu quarto”

o: “ah, mas eu queria ficar lá no MEU ESPAÇO PESSOAL!”

a criança tem ESPAÇO PESSOAL, agora, só me faltava essa.