diário do otto: 1 ano e 2 meses

otto,

os meses agora se confundem, e já tenho certa dificuldade em saber as coisas que aconteceram mês passado e nesse mês. pode ser um sinal do seu crescimento (você já não é tão bebê, afinal) mas pode também ser sinal da demência tomando conta de mim 😀

neste mês viajamos novamente pra marília (a primeira vez foi um pesadelo), e dessa vez foi MUITO melhor. você dormiu na viagem, e quando acordou foi pra comer. não reclamou demais, mesmo ficando impaciente depois de tanto tempo sentado. nosso mocinho lindo! todos acharam você lindo, crescido e fofo. confirmamos, na casa do seu avô, que você detesta cachorros que latem ardido. bastava a cachorra latir e você chorava 🙁 mas enfim, não fosse eu uma jovem senhora também choraria (ou chutaria o cachorro, tivesse eu a sua idade e uma boa desculpa :D)

a coisa mais bonitinha desse último mês tem sido perceber seus sinais claros de independência e conquista de espaço, especialmente na hora de comer e dormir. você agora pede pra dormir (pede colo, deita no ombro) e quer comer sozinho. se damos a colher, você já coloca dentro do prato e faz aquela meleca 🙂 então preferimos dar pedaços grandes de comida, que você come feito on ogrinho e com o maior prazer do mundo. você come super bem, e gosta de praticamente tudo, mas algumas coisas são sua paixão: queijo e brócoli. é impressionante sua paixão por brócoli, fizemos até um vídeo!

você ainda não anda sozinho 100%, ainda pede nossa ajuda, nem que seja só de apoio moral 🙂 seu pai e eu somos contra forçar você a andar rapidamente, afinal essa fase não é uma competição, e deixamos você à vontade pra andar sozinho quando quiser. o problema até agora é que todas as vezes que você andou, foi na verdade uma corrida. e como você não sabe nem andar, imagine correr… já tivemos tombos e cortes na boca, e não foi divertido. estamos tentando convencer você que andar vem ANTES de correr, mas não tá fácil.

cuidar de você vai ficando mais e mais fácil (e mais gostoso), porque agora você realmente interage, e só falta mesmo é falar. inclusive seu vocabulário não avançou NADA, ao contrário da sua capacidade de compreensão, que está cada dia melhor. é incrível como você entende tudo o que falamos, segue ordens (nem sempre, né) e responde às nossas perguntas do seu jeito.

você começou a entender muito bem (até demais) o poder do charme 😀 agora dá abracinho na gente, e quando quer atenção faz “a cabecinha“. quem resiste?

como se não bastasse tanta fofura, agora você se mostra um perfeito ogrinho, filho de ogros, e morre de rir quando solta pum 🙂 e grita, feito um apito de fábrica, quando está feliz. falar pra quê, né? 🙂

nossos dias têm sido cheios, cansativos, mas também muito felizes e cheios de sol com você ao nosso lado. é muito bonito ver você crescendo, aprendendo e se tornando esse menino lindo e feliz.

um beijo cheio de amor,

mamãe.

(aqui as fotos deste seu mês)